Portais de Luz

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Parceria

Facebook
Palavras chave

Cordões  energia  quente  amuletos  energéticos  fria  

Fevereiro 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728    

Calendário Calendário

Últimos assuntos
» A história da Umbanda
Qui Dez 21, 2017 11:36 pm por Lancelot

» Espaços mágicos e correntes
Qua Dez 20, 2017 11:29 pm por Lancelot

» Piano Bar Convívio
Qua Dez 20, 2017 10:49 pm por Lancelot

» O poder das Pedras Pretas : para limpeza energética e proteção
Qua Dez 20, 2017 10:46 pm por Lancelot

» Um regresso
Qua Dez 20, 2017 12:11 pm por Lancelot

» Feliz Natal 2017
Ter Dez 19, 2017 10:34 pm por Lancelot

» O atomo sob a Luz da Clarividencia
Qui Set 14, 2017 9:01 pm por Lancelot

» Piano Bar Convívio
Qui Set 14, 2017 9:00 pm por Monge Copista

» Uma frase por dia - Um pensamento para a vida.
Qua Set 13, 2017 12:25 pm por Monge Copista


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Portais de Luz » Religiões » Umbanda » Portais Dimensionais

Portais Dimensionais

Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Portais Dimensionais em Qua Jan 02, 2013 6:06 pm

Convidado


Convidado
PORTAL OU PASSAGEM

De um modo bem simples, uma porta de entrada para algo... Ora bem...
A menos que estejamos a falar de um arco não vigiado, normalmente para passar uma porta é necessário abri-la, ter uma chave, passar pela segurança se for o caso.

Todo o elemento natural tem a capacidade de ser um portal para a sua dimensão. Como assim, a sua dimensão?

Bem, nós vivemos numa dimensão humana, num nível vibratório específico da mesma (ou melhor num plano físico da mesma). Mas contactamos com diversas vibrações de planos superiores e inferiores e e contactamos com diversas dimensões ao nosso redor.

Vejamos uma planta. Ela é um ser vegetal, não um ser humano. A sua dimensão natural é a dimensão vegetal, ainda que neste plano que partilha connosco, a nossa compreensão de um ser vegetal seja limitada em relação à total abrangência do que são esses seres, especialmente porque a sua manifestação neste plano é mais limitada do que noutros e muito mais limitada do que numa dimensão pura da sua realidade. Aqui nós vemo-los como seres que não comunicam da nossa forma, sentem da nossa forma e isso dificulta a nossa compreensão deles. O que não significa que eles não pensem, sintam, movam-se. E refiro-me à planta, não só ao elemental ligado a ela...
Com isto quero chegar à conclusão de que existem realidades fora da nossa, mas que atravessam a nossa, que são diferentes e possivelmente não completamente compreensíveis a nós enquanto encarnados.
Essas outras realidades podemos defini-las como "dimensões" e seriam como a "terra natal" desses seres da natureza. (Sei que esta frase foi bem simplista, mas pronto... é para tentar passar uma imagem mental de algo).

Um magista é capaz de comunicar e manipular energias dessas dimensões, contactar mais profundamente com esses seres, desde que tenha a chave de acesso a tal. Ou seja, desde que seja apto e esteja outorgado a passar pela dita porta, portal ou passagem de acesso a essa dimensão. Para isso, ou se é iniciado num sistema em que isso é ensinado ou, como já foi amplamente explicado, a chave pode ser encontrada no nosso Templo Interior e mediante a outorga Divina (por isso fazemos os devidos pedidos nas consagrações) podemos receber acesso. Muita gente cria ligação com as suas pedras simplesmente meditando com elas, até ao ponto em que entre ambas existe tal simbiose que a outorga é dada naturalmente, pois é o mesmo que fazer um vínculo de amizade com um amigo.

Ora do mesmo modo que há inúmeras portas diferentes, dando para lugares diferentes, há inúmeros seres que podem agir como portas. Quero com isto dizer que há diferentes níveis de acesso.
Portanto, será algo como uma festa de bairro. Moradores têm acesso directo, quem é da cidade tem desconto, quem é de fora paga preço completo e os policiais barram a entrada a desordeiros.
Pode ter-se acesso magístico a toda a dimensão mineral através de uma pedra, à dimensão mineral de um tipo de pedra específica (por exemplo quartzo branco), ou à dimensão particular de uma única pedra, ou estar-se barrado de entrar nessa dimensão temporária ou definitivamente (que normalmente é o caso com pedras que estão consagradas ao uso de outras pessoas). Qual a diferença? A outorga recebida. Ter acesso completo é um caminho a ser trilhado, e mesmo que se se adentre um sistema que ensina isso, vai depender sempre do nosso merecimento.

Quando fomos escolher as nossas pedras, também tivemos afinidades diferentes. Isso é algo natural. Lembrando que Deus está em toda a Criação, mas também há pequenos pedacinhos de nós em comum com inúmeras coisas, resultado da imensa tela energética que nos une a todos, sendo cada um único, mas composto de factores que não nos são comuns apenas a nós. Deste modo o tipo de pedra, como a própria pedra em particular, que "escolhemos", na realidade escolheu trabalhar connosco. Desse modo, e através dessa ligação, temos um acesso mais fácil e natural. Se repararem, ou experimentarem, comprar pedras a peso: vem um kilo de pedras parar à vossa mão, mas quando se vai consagrar, nem todas vão ter o mesmo propósito. Será acaso??? Eu digo que não.

Deste modo, a pedra que cada um consagrar tem um vínculo convosco. A chave é vossa.
Porém, através dessa porta, que cada um passar, poderá encontrar diferentes sensações, lugares, métodos. A própria pedra nos ensinará sobre a sua natureza e sobre a nossa em relação ao trabalho com ela.

Ora, apesar dessa unicidade em relação às nossas pedras, elas serão, ou terão a capacidade de ser portais e/ou vias de acesso entre locais.
Em algumas tribos, pedras, símbolos e mantras eram usados como forma de aceder a formas de viagem astral, sendo o elemento usado ou o símbolo capaz de reunir os indivíduos na sua dimensão ou num local comum no astral. Sim, porque as próprias dimensões poderão ser portas, mas também vias entre pontos (como um wormhole, por exemplo, se a isso forem consagradas ou essa for a sua disposição), nesse caso dando suporte e sustentação à travessia.
Ou seja, dando exemplo mais próximo do nosso, a pedra de cada um só é acedida pelo próprio (cada um tem a chave), mas entre elas se criou uma espécie de avenida em que todos podemos viajar. Não quer que o vizinho o contacte, não abra a porta, não saia de casa para ir ter com ele. Quer visitá-lo? Combine e saiam, encontrem-se onde essa via vos levar em conjunto. O modo é de cada um. Uns poderão aceder à comunicação no meio da meditação e ouvir a voz de quem querem contactar, outros farão mesmo uma viagem astral. Isso depende das suas faculdades e da(s) via(s) criada(s) pelo elemento, neste caso, a pedra.

Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum