Portais de Luz

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Parceria

Facebook
Palavras chave

quente  energia  fria  amuletos  Cordões  energéticos  

Fevereiro 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728    

Calendário Calendário

Últimos assuntos
» A história da Umbanda
Qui Dez 21, 2017 11:36 pm por Lancelot

» Espaços mágicos e correntes
Qua Dez 20, 2017 11:29 pm por Lancelot

» Piano Bar Convívio
Qua Dez 20, 2017 10:49 pm por Lancelot

» O poder das Pedras Pretas : para limpeza energética e proteção
Qua Dez 20, 2017 10:46 pm por Lancelot

» Um regresso
Qua Dez 20, 2017 12:11 pm por Lancelot

» Feliz Natal 2017
Ter Dez 19, 2017 10:34 pm por Lancelot

» O atomo sob a Luz da Clarividencia
Qui Set 14, 2017 9:01 pm por Lancelot

» Piano Bar Convívio
Qui Set 14, 2017 9:00 pm por Monge Copista

» Uma frase por dia - Um pensamento para a vida.
Qua Set 13, 2017 12:25 pm por Monge Copista


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Portais de Luz » Religiões » Umbanda » Umbanda

Umbanda

Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Umbanda em Ter Ago 21, 2012 9:15 pm

Convidado


Convidado
Como Exu sempre vem na frente...

Laroyê! Omojubá!

Orixá Exu

Senhor da Magia, dos caminhos, das porteiras, das encruzilhadas. Exu talvez seja o mais controverso e humano dos Orixás.
Exu é alegre, irreverente, irrequieto.
Exu é mágico, é misterioso e é dual, o que o torna de difícil compreensão.
Exu é luz, mas também é trevas; Exu é razão, mas também é emoção…
Exu actua no alto, mas também no em baixo, Actua no positivo, mas também no negativo, porém isso não quer dizer que Exu é ruim. Como já falamos em outro texto – Exu Mirim – não existe em Deus uma divindade ruim.
Exu é Orixá!
E como Orixá, Exu é divindade, é uma personificação, é uma qualidade de Deus.
Exu é a vitalidade, é a força de acção, é a dinâmica divina.
No antigo culto africano Exu é virilidade, é vigor, é potência. Exu é tudo isso e muito mais.
Exu é o vitalizador divino, pois sem Exu nada se revigora, nada tem força, nada sobrevive.
Por isso exu é vital.
Exu vitaliza nossa fé, nosso amor, nosso conhecimento, nossa vida, etc. …
Exu ampara, resguarda e protege nossas virtudes, mas também desvitaliza nossos vícios e nos confronta com nossos próprios erros, pois Exu e desafiador do que está mal.
Exu é Lei, e como Lei é absorvedor do nosso negativismo, é esgotador cármico por excelência.
Exu é guardião, é amigo, é companheiro, amparador e auxiliador de nossa caminhada.
Exu nos abre os caminhos e nos da força para que possamos seguir por ele.
Exu actua no “em baixo”, e resguarda os mistérios da criação.
Exu é a linha que nos separa do bem e do mal.
Exu é amigo, aliás o melhor amigo.
Exu é Lei, é vida, é amor é alegria.
Por isso e muito mais devemos amar Exu e não teme-lo, há menos que você esteja mal intencionado.

Citado de LENDAS DE ARUANDA (lendasdearuanda.com)

2 Re: Umbanda em Ter Ago 21, 2012 9:17 pm

Convidado


Convidado
Porque nunca me esqueço das senhoras...

Orixá Pombagira

Falar de nossa mãe Pombagira é algo sempre gratificante. Muitas são as injúrias e atrocidades cometidas em nome dessa divindade que na Umbanda conhecemos como Orixá Pombagira.
Orixá Pombagira? – Perguntarão uns!
Sim, Orixá! Pois é como são chamadas as divindades dentro da Umbanda.
Todo Orixá ou divindade é uma humanização de um aspecto ou qualidade de Deus – Olorum, e Pombagira é a Sua qualidade estimuladora.
Pombagira gera de si, e através de si um mistério, uma energia que nos estimula em todos os campos e sentidos. Por exemplo até para eu estar escrevendo este texto eu tive que ter a vontade, o desejo de escreve-lo e quem me incentivou a isso?
A nossa amada mãe regente dos desejos.
Esse, um dos grandes motivos para que Pomba Gira fosse vista com escárnio e tratada de forma pejorativa. Pois a nossa mentalidade judaico-cristã faz-nos acreditar que todo desejo tem uma conotação apenas sexual. Claro que Pombagira actua também no desejo sexual, pois ela actua em todas as formas de prazer.
O prazer de crescer, de aprender, de rezar, de conversar, de trabalhar, de auxiliar, etc.
Sempre que estamos a realizar algo de forma prazerosa, estamos amparados pela vibração dessa divindade que na Umbanda cultuamos como Orixá Pombagira.
Sabemos que na cultura Nagô, não existe nenhum Orixá com esse nome, como também que alguns acreditam que seu nome é uma corruptela de uma divindade Banto, um Inkice denominado de Pambo Nizila (Guardião dos caminhos) que em algumas vezes é identificado como masculino e em outras feminino.
Isso para nós, umbandistas não importa, pois se existe uma divindade responsável pelo estímulo e prazer na criação, ela se adequa muito bem a Pombagira.
Claro que falar de Pomba Gira não é só falar de prazer, de estimulo, muitas outras coisas poderíamos escrever sobre ela, mas esses são os dois maiores atributos dessa divindade.
Compreender Pombagira é ver o Sagrado feminino por outros olhos. É engrandecer Deus através de seus atributos masculinos e femininos.
Ao contrário da aparência estereotipada pelas entidades Pombagiras que se manifestam na Umbanda, Pomba Gira não actua por meio das aparências, seu mistério actua através de nosso íntimo, do que mais interno possuímos. É o próprio sentimento divino estimulador de nossas virtudes e o desopressor daquilo que reprimimos e recalcamos em nosso interior que nos fazem nos esconder em nós mesmos, retirando de nossa vida a satisfação de vivencia-la em sua plenitude e nos atirando nos mais profundos abismos existenciais.
Por isso e muito mais reverenciamos a qualidade estimuladora e prazerosa de Olorum através da nossa amada Mãe Pombagira.
Laroyê Pombagira!
Pombagira Omojubá!

Citado de LENDAS DE ARUANDA (lendasdearuanda.com)

3 Re: Umbanda em Ter Ago 21, 2012 9:19 pm

Convidado


Convidado
Orixá Exu Mirim

Falar do Senhor das Intenções dentro da Umbanda é sempre um bocado difícil, pois além de ser um Orixá não conhecido ou cultuado pelos antigos Nagôs, pouco ainda sabemos sobre suas funções na criação, na Umbanda e em nossas vidas.
Tal como todos os outros Orixás, Exu Mirim é a manifestação de uma das Qualidades, ou Virtude Divinas de Olorum.
Sendo assim ele é um Mistério, um Poder de Deus e como tal não pode e não possui um carácter negativo ou ruim. Até porque, é incoerente ter e ver em Deus ou em Suas manifestações, uma divindade com a função única e exclusiva de promover o mal. Esse comentário também serve para Orixá Exu e Orixá Pombagira.
Quando nada ainda existia, surge a intenção de nosso Divino Criador se exteriorizar e dar inicio a sua criação.
E a intenção de Deus é divina em si mesma, por isso uma das qualidades de Deus é a Intenção, visto que nada surge se nós não tivermos antes a intenção de fazer. E nessa sua qualidade surge uma de suas divindades, que na Umbanda chamamos de Orixá Exu Mirim.
Assim Exu Mirim é o regente das intenções divinas, e a partir de si passa a reger todas as intenções, sejam elas boas ou más.
Quando temos uma boa intenção, Exu Mirim nos ampara, nos ajuda, nos dá força, desobstrui os caminhos, nos fornece os meios e condições para que possamos de forma clara e objectiva exteriorizá-la e colaborar com o crescimento e desenvolvimento do meio ou do ser; mas quando nossas intenções são negativas, Exu Mirim cria obstáculos, no intuito de atrasar, anular, complicar e prejudicar a exteriorização da mesma. Pois ele tem a missão de amparar as boas intenções e de proteger a criação e as criaturas dos maus intencionados.
Por isso só deve temer Exu Mirim quem não tem boas intenções, pois a medida em que permanece nesse comportamento viciado e mesquinho, o mau intencionado recebe a actuação de Exu Mirim que passa a complicar sua vida em todos os campos e sentidos.
Que o Orixá Exu Mirim abençoe a todos nós e nos dê força e amparo, descomplicando nossas vidas e abrindo nossos caminhos.
Laroyê Exu Mirim!
Exu Mirim Omojubá!

Citado de LENDAS DE ARUANDA (lendasdearuanda.com)

4 Orixás - por Heldney Cals e Santiago Jr. em Sab Ago 25, 2012 8:44 pm

Pai Oxalá
Orixá da fé, da paz e da pureza, Pai Oxalá é o grande Pai celeste da Umbanda, pois sem fé não há religião. Oxalá irradia constantemente vibrações de fé na nossa vida, fortalecendo-nos na sua luz. A sua presença deixa-nos positivos, confortados, plenos, seguros e confiantes na vida e em nós mesmos.
Mãe Logunã
Orixá do Tempo, Mãe Logunã ampara-nos e conduz-nos nos caminhos da fé. A sua presença na nossa vida desperta em nós o sentido, o sentimento de religiosidade que sustenta a nossa crença. Senhora das soluções inimagináveis, ensina-nos que na força da fé e no mistério do tempo todos os desígnios do Pai são concluídos e tudo se resolve.
Mãe Oxum
Orixá do amor, Mamãe Oxum é a Senhora das uniões, a Deusa da concepção. É o elo que junta e atrai os afins. Senhora do ouro, da beleza, das riquezas e da prosperidade, estimula-nos a nos unir, agregar, somar, a conceber e fazer crescer tudo aquilo que amamos em todos os campos da vida, tanto material como espiritual.
Oxumaré
Orixá das cores e da alegria, Pai Oxumaré renova o nosso íntimo, a nossa vida. Sempre que algo ou alguém perde a condição natural de subsistir em equilíbrio, a força reformadora de Oxumaré actua, criando as condições ideais para restaurar os nossos sentimentos, ideias, conceitos e atitudes para que tudo seja reconstruído em equilíbrio e harmonia.
Pai Oxóssi
Orixá do conhecimento, a sua presença na nossa vida estimula-nos a nos expandir, a buscar (“caçar”) os meios de crescermos e evoluirmos perante as dificuldades da vida. Associado à fartura e às matas, Pai Oxóssi é o guardião dos segredos da floresta, é o cientista, o doutrinador que traz os ensinamentos que alimentam a nossa alma.
Mãe Obá
Orixá da sabedoria, Mãe Obá é estimuladora do nosso raciocínio, traz o entendimento e a concentração. A sua irradiação torna-nos capazes de assimilar a realidade visível ou perceptível à nossa volta. Está associada à verdade, ao que é perene e consistente na vida. É a terra que germina no seu ventre as sementes do conhecimento.
Pai Xangô
Orixá da justiça, Pai Xangô é em si mesmo o próprio equilíbrio divino. A sua acção visa manter cada coisa no seu devido lugar. A sua irradiação estimula-nos a “pesar” as coisas para que não sejamos irracionais, emotivos e incoerentes nas nossas acções e julgamentos, pois só assim seremos capazes de agir com certeza, razão e firmeza na nossa vida, para que jamais actuemos contra as leis que protegem a vida.
Mãe Egunitá
Orixá pouco conhecido na Umbanda por não ter a sua origem revelada entre os antigos povos africanos. Senhora do fogo consumidor que purifica os nossos males, os nossos vícios e os nossos excessos. Mãe Egunitá estimula-nos a buscarmos o sentido de justiça e rectidão nas nossas vidas, nutrindo-nos com a chama da vida que energiza e liberta os nossos corações.
Pai Ogum
Orixá regente das milícias celestes, Pai Ogum é a própria Lei Divina. É ordenador por natureza, pois estabelece a harmonia onde é preciso. Senhor das demandas e dos caminhos, está sempre pronto a defender-nos de investidas que desvirtuam o nosso caminhar, estimulando-nos a ter força e coragem para enfrentarmos as batalhas da vida.
Mãe Iansã
Senhora dos ventos e das tempestades, Mãe Iansã é o próprio sentido de direcção da Lei. A sua acção na nossa vida direcciona-nos a buscar um novo sentido, direcção ou meio de vida. Conhecida como Senhora dos Eguns, recolhe os seres fora-da-Lei e recondu-los aos seus locais de merecimento ou campos de evolução onde facilitará a sua caminhada dentro dos ditames da Lei Divina.
Pai Obaluaiê
Senhor das formas, das passagens e das transformações, Pai Obaluaiê é a própria evolução. Conhecido como o Orixá da cura, a sua acção em nossas vidas estimula-nos a buscar a sabedoria que nos faz crescer e melhorar não só fisicamente, mas também interiormente e em todos aos campos da vida.
Mãe Nanã
Associada à cura, à vida e à morte, Mãe Nanã actua sobre o mental e o emocional dos seres que estão em desequilíbrio. Traz a calma que depura os conceitos, ideias e sentimentos deturpados, criando assim novas condições interiores para que possamos evoluir e curamo-nos. Orixá que rege a maturidade, estimula-nos a agirmos de forma racional e sábia perante os mais diversos assuntos da vida.
Mãe Iemanjá
Mãe da vida, Orixá da criação e da geração, Mãe Iemanjá está na origem de tudo o que é criado e gerado no universo, por isso algumas de suas lendas a descrevem como Mãe de todos os outros Orixás. O amor e amparo maternal são uma das principais características desta amada mãe que estimula de forma intensa um amor único pela nossa hereditariedade, amparando e protegendo os lares e as famílias.
Pai Omolu
Orixá sustentador da vida, Pai Omolu é o Orixá curador. A sua actuação na nossa vida tanto paralisa os desequilíbrios causadores dos distúrbios físicos como infertiliza todos os desvirtuamentos psíquicos e emocionais que levam a atentar contra os valores mais nobres da vida. É conhecido como Orixá da morte, pois conduz os espíritos após o desencarne ao seus locais de evolução ou reeducação.
Exu
Orixá do vigor e da vitalidade e da transformação. Guerreiro da Luz na escuridão, Exu é o guardião dos caminhos, é a força responsável pelo esgotamento cármico, pois vitaliza, neutraliza ou desvitaliza os nossos sentidos desvirtuados. Mensageiro dos Orixás, é o “mais bem informado” de todos pois seus mistérios ligam-no a todos os outros.
Pombagira
Orixá dos estímulos e dos prazeres. Pombagira resguarda os nossos íntimos e a nossa evolução, desestimulando pensamentos, sentimentos, emoções e desejos deturpados antes que os mesmos nos derrubem em abismos profundos, deixando-nos presos às nossas próprias tormentas. Senhora dos caminhos à esquerda, Pombagira incita-nos a buscarmos com gozo e satisfação a realização da nossa jornada rumo à felicidade.
Exu-mirim
Orixá das intenções, Exu-mirim está sempre “de olho” nas verdadeiras razões por trás de todas as acções. Sua função é resguardar-nos e ao meio. Assim, cria toda a sorte de encrenca, digo empecilhos visando anular a realização dos que são negativos, ao mesmo tempo que ampara, auxilia e impulsiona a concretização dos positivos. “Desenrolando”, os meios e os caminhos para que se concretizem sem grandes complicações.
Síntese dos Orixás – Material integrante do Curso Teologia de Umbanda Sagrada – Heldney Cals e José Santiago Jr.

Ver perfil do usuário http://portaisdeluz.forumeiros.com

5 Surra dos Guias - por Heldney Cals em Sab Ago 25, 2012 8:46 pm

Surra dos Guias
Muitos são os mitos que surgem dentro da Umbanda e a “surra” dos Guias é um deles.
Infelizmente esse mito insiste em perdurar no meio umbandista.
Várias são as pessoas que nos procuram porque “alguém” disse que sua vida não está correndo bem (falta de trabalho, saúde, relacionamento, clientes, etc.) porque os Guias estão lhe dando uma surra pelos mais variados motivos: não fez sua obrigação, não desenvolveu sua mediunidade, etc.
Bom, vamos entender isso: os Guias de Lei da Umbanda, tanto os de Direita como os da Esquerda são espíritos altamente evoluídos, são espíritos de luz a serviço da Luz.
Possuem um grau de compreensão e conhecimento muito acima do nosso, por isso tem a missão de nos guiar, conduzir, nos ensinar, nos amparar e nos fortalecer para que possamos fazer nossa caminhada.
Isso quer dizer que ninguém pode caminhar e evoluir por nós.
Se essa não for a acção do “guia” que você esteja se aconselhando, preste atenção!
Muitas vezes, os Guias nos cobram atitudes e padrões de comportamento que deveríamos tomar para o nosso crescimento e desenvolvimento, e automaticamente para melhoria de nossa qualidade de vida. Pois muitas vezes nos acomodação a processos internos ou externos e estagnamos em nossa jornada.
Mas nunca um Guia irá criar problemas na vida de alguém que esteja querendo se melhorar, crescer, aprender e evoluir. Ele está lá para nos ajudar e nos orientar, não para decidir por nós e de forma nenhuma serem causadores de intrigas, confusões e discórdias.
Se essa não for a acção do espírito que você esteja se aconselhando, preste atenção!
Acontece que muitos médiuns por falta de conhecimento, vaidade, etc. … Se desvirtuam em seus padrões de comportamento, tanto espiritual como material. Com isso começam a negativar seu campo vibratório e mediúnico e começam a perder o amparo e a protecção espiritual dos Guias de luz. Não porque eles se afastam, mas sim por não conseguirem manter uma linha de ressonância e afinidade com seus tutelados.
Quando isso começa a acontecer os Guias muitas vezes nos chamam a luz da razão, nos alertando para o nosso comportamento. Mas se são ignorados, pois temos o direito livre de escolha, tentam nos mostrar de outras forma que nossas atitudes não são ou não estão coerentes.
Mas, se mesmo assim teimamos em não perceber, nos permitem ficar a mercê das consequências de nossas próprias acções.
Entendam, não são os Guias que se afastam de nós, somos nós que nos afastamos deles!
Com isso, podemos criar um linha de afinidade com espíritos negativos que se afinizam com nosso padrão espiritual, consciencial e energético.
Muitas vezes esses espíritos, se aproveitam da leviandade dos médiuns e se fazem passar por seus Guias, criando muitas vezes grandes confusões na vida tanto do próprio médium como daqueles que se “aconselham” com ele.
Porém isso nada mais são do que consequências de uma postura leviana.
A cada um suas obras, já dizia o Divino Mestre.
Sabemos que toda a semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória.
Caso você esteja tendo algum problema de ordem espiritual ou mediúnica, procure ajuda e esclarecimento, mas saiba que a causa muitas vezes pode estar numa atitude que você insiste em não querer mudar.

Ver perfil do usuário http://portaisdeluz.forumeiros.com

6 Re: Umbanda em Ter Ago 28, 2012 2:27 am

Convidado


Convidado
espancamente escreveu:Vou postar nesse tópico, mas deixo desde já a sugestão de UMBANDA ser uma sub-seção do forum, pois certamente um tópico só não englobará todos os assuntos que aqui discutiremos...

Todas as gêneses de todas as religiões ensinam que, no Início, só existia Deus e nada mais, sendo que fora Dele só existia o vazio absoluto e Nele tudo estava contido. Esta forma de se descrever o inicio é geral e surgiu na face da terra há milhares de anos, transmitida para povos diferentes e que não tinham contato entre si, fato este que nos Indica que mensageiros das Divindades semearam entre os povos esta forma de se descrever o inicio da Criação Divina. E o tempo se encarregou de criar descrições melhor elaboradas para o início dela.

Exu enquanto mistério Divino é uma Divindade tão Importante quanto os outros Orixás, e que, se interpretado como um dos estados da Criação ele é o primeiro deles, que é o vazio absoluto que existia ‘do lado de fora” de Deus, porque no “lado de dentro” estava o Divino Criador Olorum e tudo o mais que Nele pré-existia como os seus mistérios.

Segundo alguns autores e estudiosos da língua Yorubá a palavra Exu significa esfera e entendemos isto como correto, pois, se no centro estava Olorum, no lado de fora e ao seu redor está o vazio formando em volta desse ponto inicial uma esfera escura, porque nem a luz ainda havia sido exteriorizada e materializada como energia luminosa pelo Divino Criador.
Algo similar a Isto, às vezes mais ou menos elaborado, é o que temos quando estudamos as descrições do inicio da Criação nas muitas religiões, algumas já desaparecidas da face da terra. Ou não é isso que entendemos quando estudamos a gênese no Velho Testamento?

Esse vazio original ao redor de Olorum, que é o estado exterior da Criação permitiu que tudo o que foi exteriorizado posteriormente se consolidasse dentro deste vazio, que também se formou ao redor de cada coisa criada, dotando-as de um vazio a volta delas que as individualizou e as Isolou das demais criações. E, se antes o vazio existia ao redor do Criador, ele passou a existir dali em diante ao redor de cada coisa criada, desde a menor partícula até o maior corpo celeste, desde o menor microorganismo até o maior ser criado, separando e individualizando tudo e todos na Criação.

A importância do vazio é indiscutível, pois sem a existência dele ao redor de cada coisa criada elas se fundiriam, descaracterizando-as e desfigurando-as, tornando-as irreconhecíveis e amorfas. Neste ponto o estudo do mistério Exu já o toma fascinante e fundamental para a Criação Divina, pois é o “individualizador” das coisas criadas, uma vez que está ao redor delas contendo-as dentro de um campo invisível, que nada contém dentro de si, e cuja função é mantê-las intactas e individualizadas.

A ciência nos ensina que duas porções de uma mesma substância, se forem juntadas, formam uma única porção, maior, de uma mesma substância. Os átomos de um mesmo elemento químico, quando ligados entre si, formam uma substância pura, Identificada pelo nome do elemento químico que a formou, tais como: o ferro, o ouro, a prata, etc.

Mas, as partículas de cada átomo estão isoladas umas das outras e mesmo com elas sendo da mesma natureza e tendo as mesmas propriedades, não se fundem porque, a nível de partículas atômicas, cada uma está isolada de todas as outras, individualizadas pelo vazio que existe ao redor de cada uma delas.

Se não existisse este vazio ao redor de cada uma delas, por serem da mesma natureza e terem as mesmas propriedades, tal como no exemplo das duas porções de uma mesma substancia, elas se fundiriam e formariam uma partícula maior e assim, fundindo-se todas as partículas iguais em tudo, surgiria uma substância única e indivisível, porque seria tão compacta que não haveria como tomar a separar as partículas que a formaram.

Tendo estes exemplos “químicos” como ponto de partida para a compreensão real do mistério Orixá Exu, vemos na sua qualidade individualizadora o seu Primeiro Fator Divino: o fator individualizador, como indispensável para dar identidade ou individualidade a cada coisa criada por Olorum.

Nós, os seres humanos somos possuidores de um espírito que anima esse nosso corpo biológico, e nisto todas as religiões estão em acordo, certo? Pois bem, como todos os espíritos são constituidos de uma mesma substância plasmática etérea, eles se fundiriam e formariam um só corpo plasmático, certo?

Isto é certo, e, graças ao vazio individualizador do mistério Orixá Exu, que individualiza tudo e todos, desde a menor partícula até o maior corpo existente é que não perdemos nossa individualidade
como espíritos humanos ou como pessoas cujos corpos biológicos são animados por seus espíritos.

Mas a importância do mistério orixá Exu não pára por ai, pois, por sermos cercados, tanto a nível espiritual quanto material por um campo vazio, recebemos continuamente a imantação desse fator individualizador, fato este que nos torna capazes de identificar o que nos é agradável e o que nos é desagradável; tornando-nos seletivos e capazes de diferenciarmos oque é bom do que é ruim.

Essa nossa seletividade ou capacidade de diferenciarmos o que é agradável do que nos é desagradável; o que é bom do que é ruim; oque é valioso do que é sem valor; oque é bonito do que é feio; o que é gostoso do que é desgostosa; o que é desejável do que é indesejável, etc, provém de outro Fator Divino do mistério Orixá Exu:
O Fator Selecionador fator este cuja imantação contínua, tanto a nível espiritual quanto material, nos torna seletivos e capazes de escolher entre duas ou mais opções, a que melhor nos satisfaça.
Muitos são os fatores do Mistério Orixá Exu e aqui só comentamos dois deles: O Fator Individualizador e o Fator Selecionador.
Imprescindíveis para a nossa existência, nossa individualidade e nosso bem estar, tanto material quanto espiritual.

Obrigado, espancamente, era a este texto que me referia... Peço desculpa mas ainda não o tinha visto aqui quando postei nas sugestões. Abraço!

7 Re: Umbanda em Ter Ago 28, 2012 9:53 pm

Convidado


Convidado
Devido à criação de uma sub-secção sobre a Umbanda, para efeitos de organização e por sugestão de outros membros, alguns dos textos postados por mim foram passados para tópico próprio.

Se for o caso, este tópico pode ser mantido como um tópico de generalidades, caso contrário, talvez fosse interessante quem já aqui postou fazer o mesmo e simplesmente eliminar este tópico...

Fica a sugestão para decisão dos membros e da administração...
Abraços!

8 MENSAGENS DOS GUIS DA UMBANDA em Seg Set 10, 2012 6:28 pm

Umbanda é respeito.... Umbanda é o elo com a natureza do universo....

Tenhamos sempre ouvidos atentos para mensagens evolutivas....
Tenhamos sempre em mãos uma vausoura para varrrer as futilidades que nada agregam para nosso ser, sejam elas materiais ou espirituais....
Abaixo uma mensagem de um guia, digna de ser ouvida e considerara para nosso crescimento.... isso sim é umbanda...


_________________
SDS

Monge Copista, Copeiro, Espadado, Chaveiro, Sarcástico, Piadista, Diarista.....
Ver perfil do usuário

9 Re: Umbanda em Seg Nov 26, 2012 5:07 pm

Ver perfil do usuário http://portaisdeluz.forumeiros.com

10 Re: Umbanda em Seg Nov 26, 2012 5:14 pm


National Geographic falando de Umbanda.

Lancelot escreveu:

Ver perfil do usuário http://portaisdeluz.forumeiros.com

11 Re: Umbanda em Ter Nov 27, 2012 1:13 pm

Saudações.

"Muitas são as formas que o ser Humano tem há sua disposição para se religar com o Criador, a Umbanda é uma delas."

Lancelot

Ver perfil do usuário http://portaisdeluz.forumeiros.com

Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum