Portais de Luz

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Parceria

Facebook
Setembro 2019
SegTerQuaQuiSexSabDom
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30      

Calendário Calendário

Últimos assuntos
» Visconde de Mauá
A Escolha do Caminho-  Tiago Mazzon EmptyQui Ago 23, 2018 4:18 pm por fernandojorge

» Atendimento Portais de Libertação
A Escolha do Caminho-  Tiago Mazzon EmptyQui Maio 17, 2018 6:42 pm por Lancelot

» Mago.Hellblazer
A Escolha do Caminho-  Tiago Mazzon EmptyQui Maio 17, 2018 5:32 pm por Lancelot

» A história da Umbanda
A Escolha do Caminho-  Tiago Mazzon EmptyQui Dez 21, 2017 11:36 pm por Lancelot

» Espaços mágicos e correntes
A Escolha do Caminho-  Tiago Mazzon EmptyQua Dez 20, 2017 11:29 pm por Lancelot

» Piano Bar Convívio
A Escolha do Caminho-  Tiago Mazzon EmptyQua Dez 20, 2017 10:49 pm por Lancelot

» O poder das Pedras Pretas : para limpeza energética e proteção
A Escolha do Caminho-  Tiago Mazzon EmptyQua Dez 20, 2017 10:46 pm por Lancelot

» Um regresso
A Escolha do Caminho-  Tiago Mazzon EmptyQua Dez 20, 2017 12:11 pm por Lancelot

» Feliz Natal 2017
A Escolha do Caminho-  Tiago Mazzon EmptyTer Dez 19, 2017 10:34 pm por Lancelot


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Portais de Luz » Ocultismo » Ocultismo em Geral » A Escolha do Caminho- Tiago Mazzon

A Escolha do Caminho- Tiago Mazzon

Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1A Escolha do Caminho-  Tiago Mazzon Empty A Escolha do Caminho- Tiago Mazzon em Sex Jun 13, 2014 10:59 pm

Temos tantas filosofias e sistemas de crenças e de pensamentos que às vezes ficamos um tanto quanto perdidos. Não sabemos ao certo qual é o “melhor”, o “mais certo”, ou ainda qual é o “mais adequado”, ou quais se encaixam ao nosso jeito de ser… à nossa individualidade.

Não há realmente uma fórmula para se descobrir qual é o sistema filosófico/religioso mais indicado para cada um de nós. Cabe a cada um experimentar aquilo que mais lhe atrai, verificando se lhe convém ou não.

Vendo por esse lado, parece assombroso o tempo e o esforço necessários para descobrir o caminho ideal.

Mas será mesmo que existe um caminho ideal previamente traçado, no qual possamos nos engajar e nos realizar como seres humanos plenos e felizes?

Podemos partir do princípio de que cada pessoa é única. Partindo desse pressuposto, é possível traçar um caminho religioso “genérico”, ao qual se aplicaria a todas as pessoas (ou pelo menos a uma grande maioria delas)? Parece extremamente improvável que isso pudesse ocorrer. Mas isso ocorre. Talvez não com o grau de sucesso esperado, mas, mesmo assim, todos os dias muitos adentram os templos, igrejas e seitas religiosas, buscando respostas para suas aflições e conforto para suas dores emocionais e psíquicas.

Pode-se dizer que há duas grandes áreas distintas: as religiões e as ordens iniciáticas. Há ainda aquelas que são mistas, mesclando características de ambas. Embora sejam grupos extremamente distintos em seus preceitos e práticas, não é possível dizer que eles sejam individuais, visto que são grupos! Mas há uma diferença muito importante que divide essas duas grandes áreas como uma lâmina de espada jedi: religiões organizadas visam principalmente o bem do grupo, enquanto que as Ordens iniciáticas visam o bem individual e do grupo.

Cada uma possui particular experiência nesses campos. Falando por mim mesmo, eu diria que as religiões organizadas são interessantes para se começar a caminhar. Mas conforme se avança, vai-se percebendo que algo está faltando, e também que algo está sobrando. Senti uma necessidade imensa de explicações, de entendimento. Por que havia certos procedimentos, certas necessidades? Proibições e deveres. Muito daquilo era ilógico para mim. Percorri somente o começo de uma desses religiões, mas acho que esses pontos são semelhantes em outras também… essa falta de informação, e essa falta de liberdade de escolha.

Imagino que deva haver diversos modus operandi, variando de religião para religião. Talvez haja aquelas em que se preocupam em esclarecer seus adeptos da melhor forma que puderem. Não posso generalizar nesse sentido, pois estaria cometendo um engano.

Não obstante, essa minha experiência em uma religião foi uma boa forma de mostrar o que a disciplina e a fé são capazes de fazer em nossas vidas. Tive diversos exemplos de ótimos resultados conseguidos através da dedicação, do esforço, da Vontade…

Porém, aos poucos fui me distanciando do pensamento religioso e fui me aproximando do que se costuma chamar de “livre pensamento”. Li muitos livros, artigos. Conversei com pessoas com visão de mundo rica e diversificada. Meu Universo pessoal foi se expandindo pouco a pouco.

Ao prosseguir nos estudos iniciáticos, percebi que esse caminho era um pouco mais independente e bem menos dogmático. Aliás, de dogmas, não havia nenhum. Tudo que se estuda em Ordens Iniciáticas têm um propósito, uma finalidade. Além disso, você é livre para tomar para si um ensinamento ou não, não sendo penalizado em nenhum momento por isso; pelo contrário, é encorajado a preservar a sua integridade a todo instante e a absorver os ensinamentos no seu próprio ritmo, se eles lhe convierem. Além disso, tudo tem um viés prático para ser aplicado na vida diária. De que forma poderiamos melhorar nossa condição senão através do treino?

Algo que considero extremamente estimulante é essa liberdade “filosófica”. É claro que nem tudo são flores. Há, sim, provas iniciáticas, mais conhecidas como Ordálias. As ordálias são testes de aptidão que vão se apresentando ao longo do caminho. Às vezes tem por finalidade a dissolução de parte do nosso Karma. Quanto mais Ordálias se enfrenta e se vence, mais o Iniciado se torna apto a suporta-las. Não somente isso, mas também adquire mais poder e controle sobre si mesmo e sobre sua vida.

Eu estou gostando bastante da experiência, e recomendaria às pessoas interessadas que busquem ingressar em uma Ordem com a qual possua afinidade. Pesquise bastante sua história, seus preceitos e linha de ensinamentos. Veja bem se você gosta dos temas de estudo e da ritualística própria de cada Ordem.

Como foi dito no início, temos diversas opções de desenvolvimento filosófico-espiritual. Porém, eu diria que em última instância o Caminho que percorremos é único. Cada pessoa têm um ponto de vista singular e não há um sistema que sirva 100% bem todas as pessoas ao mesmo tempo. O que cabe a cada um de nós é adequar o que recebemos de acordo com nossas necessidades, capacidades e afinidades. Não devemos fugir de nossas obrigações para com certos preceitos que nos propusemos a seguir, é claro, senão seremos passíveis de ser negligentes com nossas próprias consciências, o que não contribuiria em nada para nossa evolução. Mas, dito isso, podemos e devemos construir um Caminho próprio para nós, que seja baseado na nossa Verdade, Liberdade e Amor.

Acredito que o ponto central discutido em qualquer desses grupos é a ampliação da Consciência. Portanto, se você for capaz de ampliar sua Consciência diligentemente e segui-la, onde quer que ela o envie, então você não necessita de grupo algum. Porém, essa é uma caminhada árdua para ser executada sozinho. Nesse caso, o companheirismo de uma amizade verdadeira equivale ao mais puro ouro, suporte indispensável para o nascimento não somente da Consciência, mas também do Amor fraternal.

***

Ver perfil do usuário https://portaisdeluz.forumeiros.com

2A Escolha do Caminho-  Tiago Mazzon Empty Re: A Escolha do Caminho- Tiago Mazzon em Sab Jun 14, 2014 12:31 pm

Rudson

Rudson
Buscador
Belíssimo texto, muito edificante e me faz lembrar as palavras do nosso amigo "monge copista" que tive o prazer de encontrar á duas semanas atrás, esse texto é um reflexo da minha própria vida.
Parabéns pela postagem...
 fumando 


_________________
"O homem comum fala, o sábio escuta, o tolo discute"
Ver perfil do usuário

3A Escolha do Caminho-  Tiago Mazzon Empty Re: A Escolha do Caminho- Tiago Mazzon em Sab Jun 14, 2014 1:03 pm

Rudson escreveu:Belíssimo texto, muito edificante e me faz lembrar as palavras do nosso amigo "monge copista" que tive o prazer de encontrar á duas semanas atrás, esse texto é um reflexo da minha própria vida.
Parabéns pela postagem...
 fumando 

E teve Whisky nesse encontro?

Não me vai dizer que ele anda a ensinar vc como salvar donzelas. Kkkkkkkkkkk

Sabe o que faz falta a vc Rudson?

Conhecer os nossos bons amigos Exu Caveira e Ze Pilintra.

Pergunte por eles ao Monge. Hahahahahhaah


Um brinde à morte.

Ver perfil do usuário https://portaisdeluz.forumeiros.com

4A Escolha do Caminho-  Tiago Mazzon Empty Re: A Escolha do Caminho- Tiago Mazzon em Sab Jun 14, 2014 1:26 pm

Rudson

Rudson
Buscador
Lancelot escreveu:
Rudson escreveu:Belíssimo texto, muito edificante e me faz lembrar as palavras do nosso amigo "monge copista" que tive o prazer de encontrar á duas semanas atrás, esse texto é um reflexo da minha própria vida.
Parabéns pela postagem...
 fumando 

E teve Whisky nesse encontro?

Não me vai dizer que ele anda a ensinar vc como salvar donzelas. Kkkkkkkkkkk

Sabe o que faz falta a vc Rudson?

Conhecer os nossos bons amigos Exu Caveira e Ze Pilintra.

Pergunte por eles ao Monge. Hahahahahhaah


Um brinde à morte.



Ofereci cerveja, mas lembrei que não faz o estilo do monge, ele se conteve com um copo de leite.
Estava mais preocupado em fazer seu serviço de diarista, contudo foi muito bom encontrá-lo.
Já andei pesquisando sobre seus amigos, Exu e o grande Zé Pilintra que de vez em quando imagino encontrar nos bares onde frequento.

Um brinde as mortes; Todas elas...
 fumando 


_________________
"O homem comum fala, o sábio escuta, o tolo discute"
Ver perfil do usuário

5A Escolha do Caminho-  Tiago Mazzon Empty Re: A Escolha do Caminho- Tiago Mazzon em Sab Jun 14, 2014 10:31 pm

Esse texto é muito esclarecedor para quem procura liberdade de pensamento....

Liberdade não é libertinagem, mesmo no livre pensamento, existe regras para trilhar uma estrada sem ofensas, agressões, imposições e desrespeito para com os que seguem caminhos diferentes do nosso.......

Todo ser que se encontra enraizado em qualquer religião, sempre assumirá, uma hora ou outra, uma postura de confronto com qualquer outra religião oposta, inclusive até com as de  segmento semelhantes ao que se encontra.......


Porem, aos que decidiram seguir o livre pensamento, é inaceitável, esse tipo de atitude, visto que o base de sustentação do livre pensamento, é a "compreensão' e "dar tempo ao tempo"...... Pois, em algum lugar do tempo passado, os de livre pensamento, já estiveram em algum momento, encarcerados em pensamentos imutáveis (dogmas). O fato de estarmos livres, não nos torna melhores, pelo contrário, passa-se a ter uma obrigação moral e espiritual de auxiliar nosso próximo na conquista da liberdade, num processo árduo e lento  de fazê-los analisar tudo que ocorre a sua volta, somente..... pois o romper das grades cabe somente a eles.

Nada como seguir exemplos de pessoas, que passaram por este mundo, dando exemplo de postura límpida e verdadeira e que nem por isso, deixam se sofrer, agressão por seres humanos encarcerados em religiões fervorosas..........

"Fico triste quando alguém me ofende, mas, com certeza, eu ficaria mais triste se fosse eu o ofensor."
Chico Xavier






E agora vou ensinar para vcs um mantra de libertação, CONHECIDO COMO "MANTRA OEA":


QUEROOOOOOOOOOOOO UUUUUUUMMMMMMMMMMM COPOOOOOOOOOOOOO DE

VINHOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

QUEROOOOOOOOOOOOO UUUUUUUMMMMMMMMMMM COPOOOOOOOOOOOOO DE

WISQUEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE

QUEROOOOOOOOOOOOO UUUUUUUMMMMMMMMMMM COPOOOOOOOOOOOOO DE

CACHAÇAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA


_________________
SDS

Monge Copista, Copeiro, Espadado, Chaveiro, Sarcástico, Piadista, Diarista.....
Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum