Portais de Luz

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Parceria

Facebook
Setembro 2019
SegTerQuaQuiSexSabDom
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30      

Calendário Calendário

Últimos assuntos
» Visconde de Mauá
A MAGIA NA BIBLIA SAGRADA: PARTE 1 - O VELHO TESTAMENTO E O MAGO NEGRO EmptyQui Ago 23, 2018 4:18 pm por fernandojorge

» Atendimento Portais de Libertação
A MAGIA NA BIBLIA SAGRADA: PARTE 1 - O VELHO TESTAMENTO E O MAGO NEGRO EmptyQui Maio 17, 2018 6:42 pm por Lancelot

» Mago.Hellblazer
A MAGIA NA BIBLIA SAGRADA: PARTE 1 - O VELHO TESTAMENTO E O MAGO NEGRO EmptyQui Maio 17, 2018 5:32 pm por Lancelot

» A história da Umbanda
A MAGIA NA BIBLIA SAGRADA: PARTE 1 - O VELHO TESTAMENTO E O MAGO NEGRO EmptyQui Dez 21, 2017 11:36 pm por Lancelot

» Espaços mágicos e correntes
A MAGIA NA BIBLIA SAGRADA: PARTE 1 - O VELHO TESTAMENTO E O MAGO NEGRO EmptyQua Dez 20, 2017 11:29 pm por Lancelot

» Piano Bar Convívio
A MAGIA NA BIBLIA SAGRADA: PARTE 1 - O VELHO TESTAMENTO E O MAGO NEGRO EmptyQua Dez 20, 2017 10:49 pm por Lancelot

» O poder das Pedras Pretas : para limpeza energética e proteção
A MAGIA NA BIBLIA SAGRADA: PARTE 1 - O VELHO TESTAMENTO E O MAGO NEGRO EmptyQua Dez 20, 2017 10:46 pm por Lancelot

» Um regresso
A MAGIA NA BIBLIA SAGRADA: PARTE 1 - O VELHO TESTAMENTO E O MAGO NEGRO EmptyQua Dez 20, 2017 12:11 pm por Lancelot

» Feliz Natal 2017
A MAGIA NA BIBLIA SAGRADA: PARTE 1 - O VELHO TESTAMENTO E O MAGO NEGRO EmptyTer Dez 19, 2017 10:34 pm por Lancelot


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Portais de Luz » Ocultismo » Personagens & fatos historicos » A MAGIA NA BIBLIA SAGRADA: PARTE 1 - O VELHO TESTAMENTO E O MAGO NEGRO

A MAGIA NA BIBLIA SAGRADA: PARTE 1 - O VELHO TESTAMENTO E O MAGO NEGRO

Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

Quando se trata de assuntos bíblicos, devemos ter muito critério e cuidados pois as fontes de informação ainda são escassas e algumas dessas fontes deturpam ainda mais o que já não é tão legítimo. Meu conhecimento até o momento ainda está muito vago ... mas vou tentar desenvolver alguns aspectos já estudados, e quem sabe, não acabe surgindo outros estudiosos que poderão contribuir e / ou até aprimorar as colocações aqui que vamos dispor.
Primeiro , o que levou a criação desse tópico é a referência que dou a Moises como sendo um Mago Negro do Velho Testamento....... Antes de mais nada é de suma importância que os leitores tenham bem definodo em seus auto conceitos, o significado de "magia branca" e "magia negra"... algo que ainda causa muitas controvérsias....... Pois sem um perfeito conceito dessas denominações poderá ocorrer muita confusão nas interpretações...
Faço também questão de deixar bem claro que o conceito que aqui faço é entendimento totalmente pessoal mais com total abertura para mudança, caso seja convencido...rsrsrsrsrs

A Parte 2 será "O NOVO TESTAMENTO E O MAGO BRANCO"


Então vamos começar.....

O VELHO TESTAMENTO E O MAGO NEGRO..... MOISÉS


_________________
SDS

Monge Copista, Copeiro, Espadado, Chaveiro, Sarcástico, Piadista, Diarista.....
Ver perfil do usuário
Antes de começar ... vou fazer alguns esclarecimentos que julgo necessário para um bom entendimento assim como dividir conhecimentos....


“Quais os motivos que levaram os APÓCRIFOS a serem rejeitados no CÂNON ?”

Tudo já começa pela própria palavra APÓCRIFO , que significa simplesmente “OCULTO” e a palavra CÂNON significa simplesmente “REGRA”.... vejam só, podemos interpretar que os lideres religiosos determinaram “regras” para excluir escritos que referenciam “ocultismos”.... certo ????
No sentido figurado, CANON são regras que comprovam a inspiração divina nas escrituras aprovadas, as rejeitadas são de origem ocultista.... Ou seja os lideres religiosos tinham o poder de determinar o que era divino e o que era profano.........
Dai a palavra CANONICO que é o mesmo que dizer, inspirado por Deus.

Uma observação interessante que faço aqui também é que dispomos de três gêneros de bíblia atualmente que são as hebraicas, as Evangélicas e as Católicas.

Basicamente a diferença é que as Hebraicas contem somente os 39 livros do VT, rejeita os 27 do NT e não aceita os apócrifos. Já as Evangélicas aceitam os 39 livros do VT, aceitam os 27 livros do NT e rejeitam os apócrifos. Mas a Católica, o principio de tudo, aceita os 39 do VT, os 27 do NT e incluíram na versão Vulgata alguns apócrifos... ou seja .... não canônicos...
Será que este fato justifica cerimônias ritualísticas com aparência pagã...??????
Detalhe.... dos poucos apócrifos aceitos , no ano de 1548 Roma resolveu excluir os apócrifos 3 e 4 Esdras e a Oração de Manassés.... porque está oração ??????

Os apócrifos são também escrituras sagradas, mas.... por conterem de forma mais evidenciada ensinamentos ocultistas, isso levou aos judeus e evangelista a determinarem quais das palavras de “Deus” seriam aprovadas aqui na terra como divinas......

Mas qual a finalidade de todas essas colocações que faço acima??????.... é dar base , usando as próprias ações dos lideres religiosos, da existência de ocultismo nas sagradas escrituras...

Ai sim podemos dar início no aspecto MOISES.


_________________
SDS

Monge Copista, Copeiro, Espadado, Chaveiro, Sarcástico, Piadista, Diarista.....
Ver perfil do usuário
Dando continuidade,.. pelo que escrevi em alguma parte do tempo pessoas determinaram o que faria e o que não faria parte da bíblia. Para alguns os escritos escolhidos são as palavras autenticas de DEUS, mas no decorrer do século passado outros textos escritos foram encontrados em grutas ou no deserto que contam versões diferentes das histórias Bíblicas. Escritos estes que estão a julgar tudo aquilo que sabemos a respeito do livro sagrado.
Da minha parte sobre este inicio em que tratei da questão escrituras que compõe e que não compõe o livro sagrado, já fica evidenciado a forte existência da prática de magias, que no meu entender , para tentar camuflar esse aspecto a maioria das escrituras foram propositalmente excluídas. Finalizo da minha parte esclarecendo que “APÓCRIFOS” foi a denominação para os escritos “supostamente” criados sem a intervenção do Espirito Santo, isso não significa que sejam falsos como alguns lideres religiosos tentam implantar na mente das pessoas com pouca capacidade de busca do conhecimento. É claro que também foram encontrados escrituras falsas, essas logo foram identificadas pelas técnicas cientificas de datação..... para essas falsas escrituras a denominação é “PSEUDOEPÍGRAFO”.
Esses apócrifos são num total de 13 livros, e um deles é o bem conhecido “A SABEDORIA DE SALOMÃO”....interessante não acham????.. sagrado porem não divino.......
Da minha parte não pretendo estender estes assuntos, o fiz somente para solidificar as observações que estão por vir..... mas fica em aberto caso alguém ainda tenha algo que julgue necessários a acrescentar sobre o assunto .


_________________
SDS

Monge Copista, Copeiro, Espadado, Chaveiro, Sarcástico, Piadista, Diarista.....
Ver perfil do usuário
Prosseguindo.... Já que começamos a falar sobre algumas particularidades da vida de Moises, vou comentar um pouco sobre a mãe adotiva..... a princesa Ratsepsut...... . Acredita-se que ela tinha 14 anos de idade no momento em que encontrou Moisés no Nilo. Moisés ainda viveu por 12 anos sendo amamentado pela sua verdadeira mãe, mas ao completar seus 12 anos, acredita-se que Ratsepsut o tenha trazido definitivamente para o palácio real.

Hatsepsut foi a mulher que mais tempo governou o Egito antigo dentre todas as rainhas. Trouxe enorme prosperidade ao país e lançou campanhas militares em terras distantes como o Rio Eufrates, atual Iraque.Tutancâmon, o Faraó-Menino, guardou em seu túmulo um esplendoroso tesouro de ouro maciço que virou símbolo da riqueza do Egito antigo, porém, as construções de Hatsepsut, a Faraó-Transexual, é um legado ainda maior.

Moisés estudou nas melhores escolas do Egito, aprendeu toda a ciência egípcia. Conheceu os principais deuses de sua época de uma cultura pagã. Teve a sua disposição toda pompa que um súdito, que um príncipe poderia ter. Para Moisés foi reservado riquezas, mulheres, luxo, conforto, tudo que o um ser humano pecador sonharia em ter neste mundo. Moisés foi cercado de todas as coisas que muitos dariam até a vida para ter. Mesmo Moisés tendo aparentemente tudo, Ratsepsut queria lhe dar mais. Mais do que tudo que já tinha, só lhe faltava o trono do Egito, mas isso moises jamais teria, pois não tinha como apagar da mente de todos os egípcios sua origem hebraica.

Mas ..a minha maior intensão neste relato acima é que Ratsepsut foi uma grande condutora para que Moisés se torna-se culto e conhecedor de todas as ciências egípcias.. Mas a pergunta que surge é........
Porque razão Moisés então se rebelou contra o Farao???????
Será que foi somente um chamado divino?????
Será que ele percebendo que jamais seria um rei.... tendo um largo conhecimento de ocultismo que desenvolveu.... e vendo uma raça escravizada a beira de um colapso por liberdade..... unindo tudo isso encontrou uma oportunidade para ser rei ??????


_________________
SDS

Monge Copista, Copeiro, Espadado, Chaveiro, Sarcástico, Piadista, Diarista.....
Ver perfil do usuário
Adolescência de Moises

Embora já na adolescência de Moises existisse uma suposta lei rígida judaica proibindo todas as práticas de adivinhação e bruxaria, Moises começou nesta fase da vida a ter conhecimento das magias não somente praticadas pelos egípcios ... mas também pelos hebreus ... o seu povo de origem...............
Os hebreus também veneravam pedras mágicas, os terafins, relacionados também ao culto ancestral. Apareceram após a supressão ao culto de imagens de "deusas-mães", que as mulheres recorriam a sua proteção no momento do parto. Os terafins não eram propriamente deuses, mas amuletos mágicos, símbolos da prosperidade. Estas pedras eram mantidas dentro das tendas.
O culto às forças naturais e à serpente era uma crença corrente em que uma entidade furiosa habitava o deserto e os hebreus imputavam a esta força a responsabilidade pelas tempestades de areia que derrubava as tendas e desaparecia com as rezes, além de trazer as doenças como urticária que atacavam o gado. Para aplacar a ira desta entidade, os hebreus recorriam ao sacrifício do cordeiro e do bode. Era um sacrifício pascal, praticado antes do início da primavera, quando então, imolava-se um cordeiro. Um sacrifício análogo ocorria no outono, antes da transumância para a pastagem na estepe, quando então, era solto um bode no deserto.
A circuncisão, prática encontrada entre os sacerdotes egípcios da Antiguidade e numerosas tribos árabes, era uma medida para afastar a infertilidade que poderia abater tanto sobre a família quanto sobre o gado: para agradá-la, recorria-se a circuncisão, a entidade fugia afugentada pelo horror ao sangue ou era aplacada com o rito. O prepúcio era oferecido e, ocorria na ocasião da passagem do membro masculino para a vida adulta ou da iniciação ao casamento.
Uma prática de magia famosa que Jacó ensinou ao seu povo foi fazer os cordeiros nascerem com pintas ....essa magia que parte do princípio da semelhança viria ser conhecida com o nome de "homeopática", que se baseia na chamada lei: "o semelhante produz o semelhante". Segundo este princípio imitativo, o mago podia produzir qualquer efeito, com a simples condição de imita-lo: "os efeitos assemelham-se as suas causas". Toda a natureza, e as características que esta contem, são suscetíveis de manipulação por meio da magia "homeopática" ou "imitativa". Ele também no momento de curar e prevenir doenças, utilizou dessa magia para criar remédios.......
O relato do Antigo Testamento é muito esclarecedor a esse respeito .... eis a formula dessa magia ...” Então tomou Jacó varas verdes de estoraque, de amendoeira e de plátano e, descascando nelas riscas brancas, descobriu o branco que nelas havia; e as varas que descascara pôs em frente dos rebanhos, nos cochos, isto é, nos bebedouros, onde os rebanhos bebiam; e conceberam quando vinham beber. Os rebanhos concebiam diante das varas, e as ovelhas davam crias listradas, salpicadas e malhadas” .... (Gênesis 30:28ao39) .


_________________
SDS

Monge Copista, Copeiro, Espadado, Chaveiro, Sarcástico, Piadista, Diarista.....
Ver perfil do usuário
continuando sobre “MOISES”, ele é considerado por muitos estudiosos como um homem muito sábio com grande capacidade de identificar oportunidades e encontrar soluções onde pessoas comuns passariam desapercebidas nestas questões. Já na fase adulta e decidido a constituir seu próprio reino, Moises se lança num dos mais audaciosos empreendimentos políticos da época....

O profeta Moisés começou a escrever os primeiros cinco livros canónicos cerca de 1491 a.C.. De acordo com a Bíblia, Deus mandou que se escrevesse o registo da Batalha de Refidim.(Êxodo 17:14). Depois vieram os Dez Mandamentos (34:1,27,28). Recapitulação dos acontecimentos é feita em Deuteronómio 9:9-17 10:1-5. São também referidos escritos ou livros anteriores como consultados, para além da tradição oral . O Concílio de Jâmnia rejeitou todos os livros e demais escritos e considerando-os como apócrifos, razões que citei acima ou seja, não tendo evidências de inspiração por Deus e fonte de fé, tanto quanto da verdadeira autoria. Houve muitos debates acerca da aprovação de certos livros, como Ester e Cântico dos Cânticos.

Porem anda rolando pelo bastidores do mundo da magia a existência de outros livros de autoria de Moises, só que eu não consegui informações concretas da existência desses escritos no mundo arqueológico
Entre estas supostas obras estão O Sexto e o Sétimo livros de Moisés que são apócrifos e foram excluídos das escrituras porque ensinam abertamente todas as magias que Moisés fez para realizar os milagres descritos no Antigo Testamento. Todas as tábuas, conjurações e orações usadas por este grande Mago estão descritas minuciosamente nestes livros.

O Oitavo Livro de Moisés é um Grimório Greco-Egípcio – formado por quatro livros, que trata principalmente de revelar os Nomes Sagrados de Deus e os métodos de utilizá-los na Magia. O conteúdo deste livro é realmente impressionante. Ele traz mitologia, correspondência entre os Deuses Grego-Egípcios e ainda a pronúncia das evocações em Grego, Egípcio e muitas vezes em Hebraico. Algumas fórmulas ele demonstra como eram realizadas em diversas partes do mundo comprovando assim a sua veracidade. Há citações também em idiomas mortos como o Babilônico, o Falcônico e o Hierático. Além disso, é impressionante o conhecimento demonstrado neste livro sobre Astrologia.

"A Espada de Moisés" que corresponde ao 9º livro de Moisés. Trata-se de um livro raríssimo, difícil de encontrá-lo completo, a maioria está fragmentada. Este livro trata de fórmulas mágicas e conjuração através dos Nomes Secretos de Deus. Trás cerca de 200 fórmulas prontas para os mais diversos fins tais como amor, prosperidade, saúde e proteção e principalmente fórmulas de vingança sobre os inimigos e domínio sobre as pessoas.

Como disse antes, não encontrei nenhuma informação que evidencie a existência desses apócrifos de Moises. Por esta razão concentro meus estudos nos que são já conhecidos pela arqueologia.....

E dentre os cinco livros considerados, o “Levítico” é um dos livros da Bíblia da qual me chamou mais atenção devido relatar os costumes e rituais dos Judeus da época de Moisés (Moisés adquiriu um grande conhecimento na arte da magia negra através de Jeová – se Moisés é considerado um dos maiores feiticeiros que já existiu na face da Terra, imagine quanto ele éra temido e respeitado pelo seu povo naquela época), eles tinham que fazer oferendas; sacrifício de animais em adoração a Jeová .....Jeová..... que no meu entender quando pede estes tipos de oferendas, nada mais é que uma entidade espiritual de grande poder, e manteve sob o seu domínio mental e espiritual o povo hebreu através de Moisés e de outros líderes religiosos da época.......


_________________
SDS

Monge Copista, Copeiro, Espadado, Chaveiro, Sarcástico, Piadista, Diarista.....
Ver perfil do usuário
De tudo que foi exposto acima... não entrarei na questão polítca em que Moises usufruiu de todos os conhecimentos adquiridos aliado com a ignorância e misticismo do povo hebreu, para criar seu próprio Reino... Daqui pra frente farei somente um breviário das passagens de Moises no mundo terreno como um mestre e difusor da magia em todos os aspectos que conhecemos atualmente...

MOISES E A ALTA MAGIA
1. Moises e os sacrifícios de sangue
2. Moises e o espiritismo
3. Moises e a alquimia
4. Moises e a magia sexual
5. Moises e a magia das ervas
6. Moises e a magia das velas
7. Moises e a numerologia
8. Moises e a astrologia
9. Moises e a simbologia
10. Moises e o instrumento mágico
11. Moisés e o templo de magia


_________________
SDS

Monge Copista, Copeiro, Espadado, Chaveiro, Sarcástico, Piadista, Diarista.....
Ver perfil do usuário
1. MOISES E OS SACRIFICIOS DE SANGUE

Os Sacrifícios entre os hebreus ....Deus revelou a Moisés os Dez Mandamentos no Monte Sinai, em meio a trovões, relâmpagos, fogo e o som de uma trombeta que atroava muito forte.... por este grande fato Moises decide promover um sacrifico.......vejamos então “atentamente” os Versículos do 24º capítulo do livro de Êxodo da Bíblia...

4 Então Moisés escreveu todas as palavras do Senhor e, tendo-se levantado de manhã cedo, edificou um altar ao pé do monte, e doze colunas, segundo as doze tribos de Israel,

5 e enviou certos “MANCEBOS DOS FILHOS DE ISRAEL”, os quais ofereceram “HOLOCAUSTOS”, e sacrificaram ao Senhor sacrifícios pacíficos, de bois.

6 “E MOISES TOMOU A METADE DO SANGUE”, e a pôs em bacias; e a outra metade do sangue “ESPARGIU SOBRE O ALTAR”.

7 Também tomou o livro do pacto e o leu perante o povo; e o povo disse: Tudo o que o Senhor tem falado faremos, e obedeceremos.

8 Então tomou Moisés aquele sangue, e espargiu-o sobre o povo e disse: Eis aqui o sangue do pacto que o Senhor tem feito convosco no tocante a todas estas coisas

A respeito dos sacrifícios, no Antigo Testamento, vejamos:

Sacrifícios cruentos

Entre os hebreus havia “os sacrifícios sangrentos e os sacrifícios não sangrentos. Os primeiros consistiam na imolação de animais que só podiam ser o cordeiro, a cabra, o boi e a pomba.
“A vítima era conduzida diante do altar; punha-se a mão sobre ela como que para dela tomar posse em nome de Deus. Depois era morta e queimada total ou parcialmente no altar, conforme a qualidade do sacrifício oferecido.
“Distinguiam-se, de fato, entre os sacrifícios sangrentos: o holocausto, o sacrifício pacífico e o sacrifício expiatório.
“O holocausto era assim chamado porque então se queimava inteiramente a vítima. Seu fim era reconhecer o soberano domínio de Deus, e confessar que diante dele a criatura nada é.
“O sacrifício pacífico se oferecia em ação de graças por um benefício alcançado e chamava-se eucarístico; ou para pedir uma graça, era então impetratório. Queimava-se parte da vítima, reservando-se outra para os sacerdotes, e uma terceira para aqueles que mandavam oferecer o sacrifício.
“O sacrifício de expiação era oferecido para implorar o perdão do pecado quer em nome do povo, quer em nome dos indivíduos. Queimava-se parte da vítima, tocando o resto aos sacerdotes somente.

Bom. Pelo menos do meu conhecimento, interpreto aqui uma similaridade indiscutível com rituais de magia realizados por diversas crenças conhecidas ....


A morte dos primogênitos.... Sacrifício de sangue em forma de praga

A décima e última praga consistiu na morte de todos os primogênitos, humanos e entre os animais domésticos. O Deus de Moises declarou a ele que seria a última e que com ela o faraó não só os deixaria ir, mas os expulsaria totalmente..... Se não estivesse escrito o nome “DEUS”... diria que essa magia foi praticada por um dos Demônios de Salomão.... mas enfim, continuemos....

Este Deus de Moises também proveu salvação desta morte para todos os da congregação de Israel que seguissem fielmente suas instruções, instruções essas muito parecida com ritual de magia .... vejam abaixo
“No dia dez daquele mês cada casa adquiriria para si um cordeiro, ou cabrito, ficando com ele até o décimo quarto dia, quando seria imolado ao crepúsculo da tarde, e seu sangue espargido em ambas as ombreiras e na viga da porta da casa. Cada casa podia conter mais de uma família, conforme o número dos que pudessem comer um cordeiro. O cordeiro tinha que ser assado e comido por inteiro durante a noite e qualquer sobra deveria ser queimada completamente. Todos deveriam estar prontos para viajar. O Deus de Moises declarou que nessa noite ele iria executar juízo sobre todos os deuses do Egito, provando de uma vez por todos que Ele é o SENHOR. E assim aconteceu: nessa noite foram mortos todos os primogênitos, desde o do faraó no seu trono até o do escravo na enxovia. Não havia casa entre os egípcios em que não houvesse morto. Mas entre os israelitas, onde havia o “SANGUE NA PORTA”, não morreu ninguém.....

Se não estivesse escrito que este ato foi de DEUS, com o pouco de estudo que tenho sobre os demonios de Salomão, diria que esta foi um ritual ao demonio BAAL... a quem era realizado sacrficios de crianças e o sangue na porta seria para ludribiar o demonio, induzindo ele a crer que ali já havia acontecido um sacrfício.... interessante não....

Não explicarei aqui a sentido do sangue na magia.... no fórum existem tópicos que esclarecem esse fator, que vai do alto consumo até as escritas simbólicas com este material.... como é o caso do espargimento nas portas........

Estatutos sobre sangue e outros assuntos poderão ser lidos no Levítico (17:1-20:27), esta parte apresenta muitos estatutos para o povo. Proíbe-se outra vez o sangue, numa das mais explícitas declarações sobre sangue que existe nas Escrituras. Já no (17:10-14) O sangue pode ser usado apropriadamente no altar, mas não para consumo..... as escrituras comumente se contradizem, mas.... os lideres religiosos sempre encontram uma justificativa.....


_________________
SDS

Monge Copista, Copeiro, Espadado, Chaveiro, Sarcástico, Piadista, Diarista.....
Ver perfil do usuário
2. MOISES E O ESPIRITISMO
A condenação do Espiritismo pelos lideres religiosos.... donos da verdade estabelecida por eles.... se sustentam em duas passagens na bíblia que são as mais citadas e repetidas, figura no Cap. 19 do Deuteronômio e a condenação de Moisés, que vai do versículo 9 ao 14......

A tradução, como sempre, varia de um tradutor para outro, e às vezes nas diversas edições da mesma tradução. Um exemplo para não ter que citar todos, está na tradução de Almeida, mas variando de forma, por exemplo, na edição das Sociedades Bíblicas Unidas e na edição mais recente da Sociedade Bíblica do Brasil.....

Na primeira dessas edições (ambas da mesma tradução de João Ferreira de Almeida) lê-se, por exemplo: “quem pergunte a um espírito adivinhante”, e na segunda: “quem consulte os mortos”. Na tradução de António Pereira de Figueiredo, lê-se: “nem quem indague dos mortos a verdade”. Qual delas estará mais de acordo com o texto? Seja qual for, pouco importa, pois a verdade dita pelos mortos ou pelos vivos (estes, mortos na carne) é que tudo isso que Moisés condena, também o Espiritismo condena......

Não esqueçamos, porém, de que a condenação de Moisés era circunstancial, pois os povos de Canaã, que os judeus iam conquistar a fio de espada, eram os que praticavam essas coisas...... Moisés, o grande legislador judeu, médium de excepcionais faculdades, não condenou, mas praticou a mediunidade e desejava vê-la praticada pelo seu povo. Ele recebia espíritos, conversava com espíritos, evocava espíritos, e além disso fazia-se acompanhar no deserto por uma equipe de médiuns, provocando até mesmo fenômenos de materialização. Mas vamos agora a um episódio que pastores e padres não citam, mas que está na Bíblia, em todas as traduções. Que é o constante do livro de Números, Cap. 11, versículos 26 a 29. Foi logo após a reunião dos setenta médiuns na tenda, para a manifestação de Jeová.....

Dois médiuns haviam ficado no campo: Eldad e Medad. E lá mesmo foram tomados e profetizavam, ou seja, davam comunicações de espíritos. Um jovem correu e denunciou o fato a Josué. Este pediu a Moisés que proibisse as comunicações.
A resposta de Moisés é um golpe de morte em todas as pretensas condenações do Espiritismo pela Bíblia. Eis o que diz o grande condutor do povo hebreu: “Que zelos são esses, que mostras por mim? Quem dera que todo o povo profetizasse, e que o Senhor lhe desse o seu espírito”!
Ora.... Moisés sabia que Eldad e Medad não eram mercenários nem mistificadores, não procuravam comunicar-se com o mundo invisível, mas eram procurados pelos espíritos”.

Como acabamos de ver, Moisés aprovava a mediunidade pura que o Espiritismo aprova e defende. Mas o pior cego é o que não quer ver, principalmente quando fechar os olhos é conveniente e proveitoso........


_________________
SDS

Monge Copista, Copeiro, Espadado, Chaveiro, Sarcástico, Piadista, Diarista.....
Ver perfil do usuário
3. MOISES E A ALQUIMIA
Se estudarmos cuidadosamente o Êxodo e a Genesis de Moisés, descobriremos no antigo testamento maravilhas esotéricas..... seja com a concentração do campo magnético da raiz do nariz, seja com passes magnéticos, com azeite consagrado, com águas, seja com pequenas porções de saliva mágica colocadas sobre a parte inferior... etc...etc...etc.....
Esta parte é muito extensa e complexa me limitarei a algumas passagens bem conhecidas para evidenciar isso........

Moises somou aos seus conhecimentos varias formulas de alquimia e trabalhava em vários aspectos com alguns dos elementos principais para qual as transcreveu em suas escrituras de forma simbólica como exemplo..... SAL – ENXOFRE – MERCURIO.... Assim nos expressa o Gênesis (Cap. 2, 23 e 24):

“E disse Adão: Isto é agora osso dos meus ossos e carne de minha carne (ele conserva o Espírito, a alma), esta será chamada Mulher - em hebraico Isha porque do homem foi tirada - em hebraico Ish.”

Moises em suas escrituras deixa claro que é nesta matéria nova, na Eva do Gênesis, a mulher simbólica, a quem Adão penetra para criar a Vida. O Homem-Arquétipo degradou-se, pois ao tentar igualar-se a Deus. Seu novo mundo ou domínio foi chamado Mundo Hylico pela Gnosis, nosso universo material, mundo cheio de imperfeições e de males. O pouco de bom que nele existe provém das antigas perfeições do Homem-Arquétipo. Uma vez que se dividiu em dois seres diferentes, a soma das ditas perfeições originais não pode ser total em cada um deles ... daí, pois a Queda. Aqui encontramos a razão pela qual os antigos cultos haviam deificado a Natureza, que é a Mãe de tudo o que é. Porém, com respeito a tudo o que é “abaixo dos Céus” ..., Isis, Eva, Demeter, Rhea, Cybeles, não são mais do que símbolos da Natureza material emanada de Adão, personificadas pelas Virgens Negras, símbolos da Matéria Prima........

A essência superior de Adão, integrada no seio da nova Matéria, é o Enxofre, expressão alquímica que designa a alma do mundo. A segunda essência, o mediador plástico, aquele que constituía a forma de Adão, seu duplo superior, sobreveio do Mercúrio, outra expressão alquímica que designa o Astral dos ocultistas, o plano intermediário. A Matéria, saída do Caos segundo é o Sal alquímico, o suporte, o receptáculo, a prisão.
Paralelamente, podemos dizer que Adão é o Enxofre, que Eva é o Sal e que o Caim do Gênesis é o Mercúrio desta trindade simbólica, termos que a Alquimia também conhece com as denominações de Rei, da Rainha e do Servidor dos Sábios.......

Também no Antigo testamento encontramos em outros aspectos o sal como sendo ingrediente indispensável nos oficios sagrados, era exigido em todos os sacrifícios oferecidos no altar (Lv 2.13); O sal representava a validade da duração de um pacto (Nm 18.19; 2 Cr 13.5); o sal simbolizava, para os antigos, a fidelidade. ........

“Todas as suas ofertas de cereais temperarás com sal; não deixarás faltar a elas o sal do pacto do teu Deus; em todas as tuas ofertas oferecerás sal. “ Levítico 2:13

“Todas as ofertas alçadas das coisas sagradas, que os filhos de Israel oferecerem ao Senhor, eu as tenho dado a ti, a teus filhos e a tuas filhas contigo, como porção, para sempre; é um pacto perpétuo de sal perante o Senhor, para ti e para a tua descendência contigo. “ Números 18:19

Um fator interessante é o mercúrio que representa a água, a Alquimia opera no sentido de realizar a concórdia entre o fogo e a água. Sendo o mercúrio a matéria verdadeira sobre a qual os Adeptos se debruçam e laboram... passamos a compreender por exemplo, o sentido oculto e ao mesmo tempo hermético do ato de Moisés que ao ferir o rochedo três vezes (matéria passiva) dele fez jorrar água pura. Este gesto equivale à separação do trigo do joio. Iniciaticamente, é o joio que deve ser transmutado no interior do aprendiz. Dessa Transmutação Alquímica Interna o Mestre Interior surgirá........


_________________
SDS

Monge Copista, Copeiro, Espadado, Chaveiro, Sarcástico, Piadista, Diarista.....
Ver perfil do usuário
4. MOISES E A MAGIA SEXUAL

Como já é de conhecimento de todos aqui no fórum que já estudaram ou tem o mínimo de noção de magia, a magia sexual neste caso específico, é aquela praticada tanto com recurso a rituais que passam pela carnalidade como forma de invocação de forças espirituais, como também aquela magia dedicada a fins amorosos, eróticos ou sexuais....... Se pensava que a magia sexual era assunto proibido no Velho Testamento.... então pense de novo.... porque seria impossível Moises não comentar e registrar procedimentos de MX após ter sido um dos iniciados da magia egípcia.

Começarei citando duas passagens bíblicas :

“Deus disse a Oseias: Vai, tomai uma prostituta e gera filhos de prostituição, porque o pais de prostituiu, afastando-se de Deus» Então Oseias foi e tomou Gomer, filha de Deblaim. Ela ficou grávida e deu-lhe um filho. Deus disse a Oseias:« Dá-lhe o nome de Jezrael, pois dentro em breve pedirei contas á casa de Jeú pelo sangue de Jezrael, e destruirei o reino de Israel” - Oseias 1, 2-3
“Deus disse-me : Vai de novo e ama uma mulher que é amante de outro homem, que é adultera, pois é assim que Deus ama os seus filhos de Israel” - Oseias 3, 1

Todos estes versos do antigo testamento revelam Deus, ( um poderoso espírito), dando instruções para que se cumpram praticas sexuais das quais resultam, ora fenómenos espirituais, ora o cumprimento de profecias, ora a manifestação dos desígnios do mundo espiritual no nosso mundo físico.... Este é precisamente o princípio da magia sexual, ou seja:

- Uma sacerdotisa e um sacerdote, realizam processos sexuais, obedecendo a instruções espirituais, de forma a consumar a vontade de forças ou entidades espirituais, de forma a fazer produzir certos objectivos tanto no plano astral, como no plano físico.

Certo ??????.............

Pois é este o tipo de principio da magia sexual que esta inscrito no velho testamento, e foi Deus o próprio a coloca-lo em pratica por mais de uma vez......
Por outro lado, a sexualidade como forma de invocação de forças espirituais, ou o sexo como veiculo do cumprimento da vontade de forças celestiais neste mundo, constituem um rico filão bíblico que passo a expor e abordar. Vejamos mais dois versos bíblicos:

“A mulher, [Sara] foi falar assim ao marido:«Um homem de Deus veio visitar-me. pela sua aparência majestosa, parecia um anjo de Deus (…) Ele só me disse o seguinte: Ficarás grávida (…)” - Juízes 13,6-7
“O anjo de Deus apareceu novamente á mulher [Sara] quando ela estava no campo. O seu marido Manué não estava com ela (…) O anjo de Deus não apareceu mais nem a Manué nem á sua mulher (…) a mulher deu á luz um filho e deu-lhe o nome de Sansão” - Juízes 13,9-24

Em todo este capítulo do Livro de Juízes, observamos como um homem de Deus visitou Sara, esteve SOZINHO com ela, e em consequência Sara gerou um filho, ultrapassando assim a sua esterilidade. ... Não tem como não vermos nestes encontros uma união sexual entre um ser espiritual poderoso, ( um anjo), e uma mulher..... Nesta passagem bíblica, está assim implícito que uma entidade espiritual produziu um fenómeno de natureza sexual ate á sua mais flagrante consequência: a produção de uma nova vida. E essa função sexual cumpriu-se de forma a que neste mundo se cumprisse a vontade de forças celestiais poderosas....

Vejamos mais dois exemplo ocorridos em um episódio famoso do Genesis:

“Deus disse a Abraão: A tua mulher Sarai já não se chamará Sarai, mas Sara. (…) dar-te-ei um filho dela (…)” - Génesis 17,15
“Ora, Abraão e Sara eram velhos, de idade avançada, e Sara já não tinha regras. Sara riu-se consigo, pensando: agora que sou velha, vou experimentar o prazer (…)?” - Génesis 18,12

Nestes versos, Deus, ( um poderoso espírito), declara a um homem que engravidará a sua mulher, e dar-lhe-á assim um filho. Depois disso 3 homens de Deus visitaram Abraão e Sara, (Génesis 18,1-2). Os Homens de Deus anunciaram pela segunda vez esta mesma mensagem, e na verdade Sara deverá ter voltado a “conhecer o prazer”... ( o ato sexual), e deu á luz um filho por intervenção divina. Estes versos encerram ocultamente a consumação de um ato de natureza sexual entre uma divindade e uma mulher. Foi a própria Sara que menciona “O PRAZER”, em nítida alusão ao ato sexual. E na verdade, após a visita dos 3 homens de Deus, a gravidez aconteceu. Mais uma vez, o assunto fica misteriosamente no ar…....

Para encerrar , um claro exemplo da união sexual e da sexualidade como forma de apelo de forças espirituais poderosas, (neste caso de anjos), encontramos também no livro de Génesis:

“Os filhos de Deus viram que as filhas dos homens eram belas, e escolheram como esposas todas aquelas que lhes agradaram (…) Nesse tempo – isto é, quando os filhos de Deus se uniram ás filhas dos homens e geraram filhos – os gigantes habitavam a terra. Estes foram os heróis famosos dos tempos antigos.” - Génesis 6,1-4

Mais uma vez observamos como a sexualidade foi um apelo irresistível aos anjos, que por ela desceram a este mundo, gerando filhas com as humanas, e criando efeitos neste mundo. O apócrifo de Enoch, descreve mesmo que em troca da sexualidade com as filhas dos homens, os anjos ofereceram á humanidade a sabedoria das esferas celestiais, sendo que assim a humanidade conheceu tanto os segredos da ciência, ( astronomia, matemática, manipulação de metais, as Leis, etc), como os segredos da magia, ( a astrologia, as artes magicas, etc).....


_________________
SDS

Monge Copista, Copeiro, Espadado, Chaveiro, Sarcástico, Piadista, Diarista.....
Ver perfil do usuário
5 e 6. MOISE E AS ERVAS / VELAS
Sobre as ervas e plantas:

Muitas plantas foram mencionadas na Bíblia, desde aquela época as pessoas usavam as plantas não somente como o alimento, mas também como aromatizante e para uso medicinal. O HISSOPO era utilizado frequentemente para a purificação e foi usada também para impedir que o sangue coagulasse (EXODUS 12:22). De acordo com relatos do livro judaico, no século 13 a.C., Moisés conduziu os descendentes de Abraão rumo à Terra Prometida alimentando-se do maná colhido no deserto, uma resina da TAMAREIRA extraída como gotas de orvalho das pedras e ervas. A Bíblia, no Antigo Testamento, revela cerca de cem espécies de plantas, entre ervas, árvores e flores.

Abaixo algumas citações bíblicas:
Êxodo 25:34 - Mas no candelabro mesmo haverá quatro copos a modo de AMÊNDOAS, com seus botões e com suas flores;
Genesis 30.37 - Então tomou Jacó varas verdes de ÁLAMO e de AVALEIRA e de CASTANHEIRO, e descascou nelas riscas brancas, descobrindo a brancura que nas varas havia.
Gênesis 43.11 - Então disse-lhes Israel, seu pai: Pois que assim é, fazei isso; tomai do mais precioso desta terra em vossos vasos, e levai ao homem um presente: um pouco do bálsamo e um pouco de mel, especiarias e MIRRA, TEREBINTO e AMÊNDOAS.
Êxodo 30:23 - Tu, pois, toma para ti das principais especiarias, da mais pura MIRRA quinhentos ciclos, e de CANELA aromática a metade, a saber, duzentos e cinquenta ciclos, e de CÁLAMO aromático duzentos e cinquenta ciclos.
Levítico 14:51 - Então tomará pau de cedro, e o HISSOPO, e o CARMESIM, e a ave viva, e os molhará no sangue da ave degolada e nas águas correntes, e espargirá a casa sete vezes.
Levítico 23:40 - E no primeiro dia tomareis para vós ramos de formosas árvores, ramos de palmeiras, ramos de árvores frondosas, e SALGUEIROS de ribeiras; e vos alegrareis perante o SENHOR vosso Deus por sete dias.


O hissopo bíblico - a planta que é chamada Hyssopus officinalis, é nativa do sul da Europa, mas não ao Oriente Médio antigo ou ao Egito, conseqüentemente o hissopo que nós conhecemos não é o mesmo da Bíblia. Esse poderia ter sido confundido com a manjerona, ou a planta alcaparra, ao sorgo, ao broto da samambaia ou ao asplênio. A menta era bem conhecida sendo usada como alimento ou aromatizante, assim como ainda é hoje.
Duas ervas estão entre as favoritas:
0 INCENSO chamado também OLIBANUM foi usado em rituais religiosos por séculos. Mencionado frequentemente nos primeiros 5 livros. Foi também usado para tratar dores internas e externas.
A MIRRA era usada para fazer lavagem para infecções, foi usada pelos egípcios e pelos hebreus como incenso, em cosméticos, em perfumes e como medicinal, muito usado também naquele tempo para embalsamar os corpos.

Sobre as Velas:

A maior citação que temos na bíblia trata-se de uma base ou suporte para uma ou várias lâmpadas a óleo a ser chamada de candelabro... ser de ouro foi exigência divina (Deus orientou Moisés, numa visão, a fazer, para ser usado no tabernáculo, um candelabro de ouro puro, obra batida ao martelo. Junto com suas lâmpadas e utensílios, devia pesar um talento. (Êx 25:31, 39, 40; 37:17, 24; Núm 8:4; He 9:2) Isto equivaleria a cerca de 34 kg, valendo, em termos modernos, uns US$ 385.350.

Este candelabro foi a primeira representação das velas. As velas representam o fogo, sendo que o fogo representa a manifestação de uma força espiritual neste mundo. As mais fortes entidades espirituais, podem facilmente manifestar-se e residir momentaneamente no fogo, e disso temos prova nos textos Bíblicos:


Êxodo 3,2 - O anjo de Deus apareceu a Moisés numa chama de fogo, do meio de uma sarça. Moisés prestou atenção: a sarça ardia, mas o fogo não se consumia
Deuteronômio 5,24 - Deus, nosso Deus mostrou-nos a sua gloria e grandeza, e nos ouvimos a sua voz do meio do fogo
Números 9,15-16 - No dia em que foi montado o santuário, a nuvem cobria o santuário (…) e desde o entardecer ate ao amanhecer, ela ficava sobre o santuário com aspecto de fogo (…) a nuvem cobria o santuário, tomando o aspecto de fogo


São inúmeros os exemplos descritos nas sagradas escrituras, segundo os quais o espírito de Deus, ou dos seus anjos, se manifesta na forma de fogo junto daqueles que o invocam.


_________________
SDS

Monge Copista, Copeiro, Espadado, Chaveiro, Sarcástico, Piadista, Diarista.....
Ver perfil do usuário
7. MOISES E A NUMEROLOGIA
A ciência alega que no vácuo, onde nada existe, surgem repentinamente, com o tempo íons de hidrogênio, é o começo, a primeira faísca de energia emergindo da fonte original.......É o gênese.........tanto no velho testamento como também no novo, foram promovidas mudanças de nomes para enfatizar o progresso espiritual.......Exemplo: Saulo tornou-se Paulo.......

A primeira alusão sobre Numerologia Cabalística que encontramos na Bíblia acha-se em Gênesis, capítulo 17, versículos 4 e 5:4.

“Quanto a mim, eis o meu concerto contigo é, e serás o pai de uma multidão de nações;5. E não se chamará mais o teu nome Abrão, mas Abraão será o teu nome; porque por pai da multidão de nações te tenho posto”.

Interessante é o fato de Deus não dar qualquer satisfação do seu ato a Abrão e este não questionar o porquê de tal mudança.... Será que Deus mudou o nome de Abrão pelo simples fato de ser mais agradável a sua sonorização, ou foi por outro motivo especial?...........

Com absoluta certeza que foi por um motivo especialíssimo...... Bem, Abraão (vamos chamá-lo assim) era casado com uma sua meia irmã, Sarai, que também é escolhida por Deus para fazer parte do “concerto”. O que acontece a ela? Preste atenção:

Gênesis, 17:15 = “Disse Deus mais a Abraão: A Sarai tua mulher, não chamarás mais pelo nome de Sarai, mas Sara será o seu nome.
Bem, Deus precisava de “gente” para a nova religião. Ele já tinha o “patriarca” e a “matriarca”, faltava o povo. Quem é o escolhido?...... Jacó, ou como alguns preferem, Jacob, irmão gêmeo de Esaú, filho de Isaac e Rebeca, por conseguinte, neto de Abraão. Mas o que acontece com Jacó? ....

Gênesis, 32:28 = Então disse: Não se chamará o teu nome Jacob, mas Israel; pois como príncipe lutaste com Deus e com os homens, e prevalecestes. E em Gênesis, 35:10, Deus confirma: O teu nome é Jacob; não se chamará o teu nome Jacob, mas Israel será o teu nome. E chamou o seu nome Israel.

Vamos ver outro aspecto agora.........
Partindo do princípio do velho testamento, a numerologia segue esse simbolismo:


0 GENESE - primeira causa - Deus o criador divino.
1 HAJA LUZ - Se nossa alma seguir a luz, retornaremos à fonte original.
2 E DEUS SEPAROU - A luz das trevas, é a dualidade, o dia e a noite, o céu e a terra, o homem e a mulher, o arbítrio, entre o bem e o mal, o verdadeiro e o falso, o positivo e o negativo.
3 A PRIMEIRA TRINDADE - Corpo, alma e espiríto - as três divisões da mente - consciente - subconsciente - superconsciência.
4 OS QUATRO ELEMENTOS - Os pássaros do ar - O peixe das águas - O fogo do Senhor - Os produtos da terra - Metafisicamente significam: Espírito (fogo), Respiração (ar), Corpo (terra), e Sangue (água). São os princípios vitalizantes do corpo material durante a vida terrena.
5 OS CINCO SENTIDOS - É o fluxo da humanidade sobre a terra, o homem que usa toda sua espiritualidade aprende a valorizar seu amor interior, combinando as forças totais dos seus sentidos, significa poder material, desse modo demonstra o poder espiritual sobre o material.
6 A GERAÇÃO - E Deus criou o homem à sua imagem, é a maternidade e o sexto sentido está desenvolvido. O amor, e Deus criou o Universo em 6 dias e ai farás a tua obra e demonstraras sua espiritualidade, seu eu interior.
7 E DEUS DESCANSOU - É a energia que ninguém pode resistir.
8 É O MISTÉRIO - ASSIM COMO É EM CIMA É EMBAIXO - é o número 8 no horizontal (Leminiscata). São as correntes da força vital espiralado e contínuo que são constantes no universo, e percorrem todo o corpo em forma de número 8, seguindo os sistema cérebro - espinha e o sistema nervoso central - é o poder - O compromisso entre Deus e à humanidade.
9 É O FINAL - é o ciclo completo do crescimento.


_________________
SDS

Monge Copista, Copeiro, Espadado, Chaveiro, Sarcástico, Piadista, Diarista.....
Ver perfil do usuário
8. MOISÉS E A ASTROLOGIA

Não seria demais lembrar novamente que Moises foi educado e iniciado nos fundamentos egípcios. É evidente que a filosofia egípcia estava fundamentada na astrologia, pois a existência de astrólogos nos tempos de José, é bem clara e não deixa dúvidas. Nas Escrituras do Antigo Testamento, encontramos provas abundantes do conhecimento desta sagrada ciência.

No Antigo Testamento, Jacó abençoou seus doze filhos (signos), e possuía quatro esposas (quatro fases da Lua). É surpreendente a relação astrológica.

Nos livros proféticos encontramos alusão à astrologia em Sofonia, Isaías, Jeremias, Ezequiel, Daniel, etc......

Sendo a bíblia (assim como a religião) um produto cultural, de determinada época , não é de se admirar que nela encontremos diversas referências então à astrologia, arte que gozava de grande prestígio na antiguidade. Apesar dos judeus não adorarem os astros como deuses, a exemplo de diversos povos, isso não significa que eles estiveram completamente imunes a qualquer outra influência dessa arte. E não só no Antigo Testamento encontramos referências ao estudo dos astros, mas também no Novo Testamento.

Para citar um exemplo, lemos no livro de Gênesis (1:14), no relato da criação, que Deus disse: "Haja luzeiros no firmamento dos céus, para fazerem separação entre o dia e a noite; sejam eles para sinais, para estações, para dias e anos."

Uma linha de interpretação aponta para o fato de que os "sinais" são exatamente uma referência à astrologia. Deus colocou os astros no céu para que pudessem ser lidos e interpretados, para que pudessem fornecer informações sobre eventos na terra.

O nome hebraico para o zodíaco é Mazzeroth. Os nomes hebraicos antigos são a chave para designação original das constelações, que foram posteriormente corrompidas na Torre de Babel e continuam sendo corrompidas até hoje.

Chega a ser engraçado ir aos planetários, pois eles ainda ensinam a noção de que as várias figuras associadas com as constelações são fruto da imaginação de povos de antigamente, a partir da forma das constelações. Se você já tiver estudado o assunto cuidadosamente, verá que essa hipótese chega a ser absurda e pode ser descartada facilmente. Já tentou visualizar um "urso" na constelação Ursa Maior ? Ou tentou "enxergar" uma "senhora confinada numa cadeira" no W-entortado conhecido como Cassiopéia ?

A chave para os conceitos originais que estão por trás dos vários "sinais" eram os nomes das estrelas associadas com cada sinal, na sua ordem de magnitude (brilho). Os nomes das estrelas remetia a uma história, sumarizada no nome e na figura associada a cada "sinal". Isto serviu como convenientes mnemômicos (técnicas de memorização) para lembrar e ensinar a narrativa como um todo. As antigas tradições persa e árabe reconhecem Adão, Sete e Enoque como os inventores da astronomia.

Quais personagens bíblicas do antigo testamento representam as Constelações? As primeiras personagens bíblicas são, com evidência, Adão e Eva, criados da mão de Deus. Este é, no fim de contas, o seu comum progenitor. Adão e Eva são por essa razão, irmãos pois têm em comum uma mesma origem - aquela do divino que é seu Pai. Eva foi criada a partir da costela de Adão e partilha pois a mesma consanguinidade e, até talvez, segunda o que infere a lógica, uma fisionomia semelhante ainda que marcada por traços femininos. Eles representam pois a constelação Gémeos.

A Idade de Carneiro só é representada de forma passageira na Bíblia como o Bezerro de Ouro.... e quem representava essa era ?????... Moisés representa a idade que sucede à Idade de Gêmeos: a Idade do Carneiro. Por isso ele é representado com cornos desde os tempos de sua história......

Ex32:3-5 - "Então todo o povo arrancou os pendentes de ouro, que estavam nas suas orelhas, e os trouxeram a Arão. E ele os tomou das suas mãos, e trabalhou o ouro com um buril, e fez dele um bezerro de fundição. Então disseram: Este é teu deus, ó Israel, que te tirou da terra do Egito. E Arão, vendo isto, edificou um altar diante dele; e apregoou Arão, e disse: Amanhã será festa ao SENHOR"

Mas porquê um Bezerro/Boi/Touro se não fosse ele uma representação da Idade do Carneiro. Nem Arão, que fez fundir o ouro, sabe explicar ao certo porque sai da fundição um Bezerro......

O que é certo é que nem Moisés, nem Deus, gostaram dessas adorações feitas a um bezerro de Ouro e mandaram literalmente matar todas as pessoas que o adoraram .....por causa da adoração a um boneco.... imagine-se.......


_________________
SDS

Monge Copista, Copeiro, Espadado, Chaveiro, Sarcástico, Piadista, Diarista.....
Ver perfil do usuário
9. MOISES E A SIMBOLOGIA
Falarei agora sobre alguns ornamentos cerimônias adotados por Moises que tem grande representação simbológica nos cultos administrados por ele e até aos tempos atuais..............

AS VESTES SACERDOTAIS E SEU SIGNIFICADO Êxodo 39 : 1 – 31. Eram confeccionadas de linho fino e era obra primorosa. Todo Sacerdote devia usar:

- TÚNICA BRANCA Era a primeira a ser colocada. Representando o dever de uma vida santa e pura.

- UM CINTO Este era amarrado sobre a Túnica. Representa o serviço realizado com sinceridade e pureza

- UMA MITRA era feita de linho fino e enrolado ao redor da cabeça de Arão em forma de um turbante, na parte da frente era colocada uma fita azul onde era fixada uma lâmina de ouro puro na qual foi gravada "Santidade ao Senhor" Significa obediência e assim refletir como a lâmina a glória de Deus.

- O MANTO AZUL Era feito de estofo azul. Era uma só peça de cima abaixo. Em cima havia uma abertura para a cabeça e que ia até abaixo dos joelhos, as orlas do manto eram adornadas com campainhas de ouro e romãs que se alternavam para sinalizar seus movimentos. Simbolizavam as coisas celestiais e de uma vida frutífera representadas pelas romãs e de testemunhos de vida abundante e os dons espirituais representados pelas campainhas.

- O ÉFODE Era a vestimenta exterior e sem manga, uma espécie de colete ligado por um cinto e ombreiras, feito de fios de ouro, estofo azul, púrpura, carmesim e linho fino. Duas pedras sardônicas eram colocadas sobre as ombreiras, cada pedra tinha gravado 6 nomes das tribos de Israel. Era uma vestimenta reluzente e gloriosa. Representa a natureza espiritual do cristão. Também representa as duas natureza de Cristo.

- O PEITORAL Tinha aproximadamente 20 cms. e era ligado ao Éfode, era uma espécie de saco também feito de fios de ouro, estofo azul, púrpura, carmesim e linho fino, na frente havia 12 pedras em quatro fileiras e de diferentes valores, e em cada pedra estava gravado o nome de uma tribo, dentro fora colocado o Urim e o Tumim que significa Luzes e Perfeições que servia para consultar a Deus sobre sua vontade.

- 0 KIPA Este é outro símbolo que tem um significado muito forte. Oriundo da raiz da palavra Kippur, que entre outros sentidos, significa cobertura. Sendo uma lembrança de que o seu usuário tem uma estatura e não pode acrescentar nada a ela. E que a partir desta estatura existe um muito maior que ele a quem este prestará contas, o Deus Criador de todo o Universo.


Como podemos perceber..... não tem muita semelhança com as vestes das ditas ceitas pagãs....não é mesmo ???....!!!


_________________
SDS

Monge Copista, Copeiro, Espadado, Chaveiro, Sarcástico, Piadista, Diarista.....
Ver perfil do usuário
10. MOISÉS E O INSTRUMENTO MÁGICO

Quando se fala na “Vara” de Moisés logo as pessoas imaginam uma haste de madeira que era usada pelo pastor para apascentar suas ovelhas. A maioria das pessoas logo imagina um cajado de madeira, que era o que, o Cajado de Moisés não era.............. Trata-se de uma haste que, nas mãos de Arão, o sumo sacerdote, era dotada de poderes milagrosos que liberaram as diversas pragas que precederam o Êxodo dos Israelitas do Egito. Nesta função, o Cajado de Moisés era um poderosíssimo instrumento mágico.

A vara com a qual Jacó atravessou o Jordão era idêntica à que Judá deu à sua nora, Tamar (Gen. 38:18). É também a vara com a qual Moisés trabalhou (Ex. 4. 20 21), com a qual Arão realizou maravilhas diante de Faraó vii (Ex.. 10), e com o qual, finalmente, Davi matou o gigante Golias (I Sam. 17. 40). Davi deixou para seus descendentes, e os reis posteriores usaram-na como um cetro até a destruição do Beit ha’Miqdash (O Templo Sagrado), quando milagrosamente desapareceu.

De qual material era feito?
Era feita de safira e pesava quase cinco quilos, e trazia a inscrição , Que é composta pelas iniciais dos nomes hebraicos das Dez Pragas.

Quando Foi Criado?
Deus o criou no crepúsculo do sexto dia da Criação e entregou-o a Adão. Quando exilou-se do paraíso, levou-o com ele. Depois passou-o às mãos de Enoque, Shem (filho de Noé), Abraão, Isaque e finalmente para as mãos de Jacó. Sucessivamente veio para a posse de Joseph que era filho de Jacó. Com a morte de José, os nobres egípcios apossaram-se de alguns de seus pertences entre os quais estava o Cajado. Jethro que viria a ser o sogro de Moises apropriou-se do Cajado. Ele o plantou em seu jardim, e foi quando sua virtude mágica foi revelada pelo fato de que ninguém conseguia retirá-lo do chão, e até mesmo tocá-lo era um desafio cheio de perigos para a vida. Isso acontecia porque o Inefável Nome de Deus estava gravado nele. Quando Moisés que havia fugido do Egito entrou casa de Jetro, ele leu o Nome, e por meio dele foi capaz de retirar o Cajado do solo, e por isto Tzípora, filha de Jetro, foi-lhe dada em casamento. Seu pai havia jurado que ela somente seria esposa do homem fosse capaz de dominar a “Vara milagrosa” e de nenhum outro.


Eu penso que é daqui que originou-se a lenda do rei Arthur e sua Escalibur........
O seu paradeiro permanece desconhecido até os tempos atuais....................


_________________
SDS

Monge Copista, Copeiro, Espadado, Chaveiro, Sarcástico, Piadista, Diarista.....
Ver perfil do usuário
11. MOISÉS E O TEMPLO DE MAGIA

Aqui farei um breve comentário de como era constituído o templo onde Moisés fazia seus rituais cruentos ou não cruentos conforme esclareci na primeira parte desse estudo.... Veremos a constituição de cada elemento assim como sua finalidade no rito.....

TABERNÁCULO
Êxodo 25 e 27 - Deus mandou Moisés subir no monte Sinai e, lá ordenou-lhe que construísse em santuário. Convém lembrar que Moisés ficou 40 dias e 40 noites para receber a planta do Tabernáculo. O Tabernáculo estava dividido internamente por uma cortina que recebeu o nome de Véu. Para ajudar Moisés na construção do Tabernáculo, Deus escolheu dois homens, Besaleel para trabalhar com madeira, couro, prata, bronze, e na lapidação de pedras preciosas e Aoliabe para trabalhar com as cortinas, bordados, com linho e na confecção das roupas do Sumo Sacerdote e nas coberturas exteriores do Tabernáculo.

O ALTAR DE SACRIFÍCIO
Êxodo 27 : 1 – 8 - Este era o primeiro móvel encontrado logo após a entrada para o Átrio, feito de madeira de acácia revestida de bronze. As sua 4 pontas era feita em uma única peça e também recoberta de bronze, seus utensílios para recolher e espalhar as brasas ou seja as pás, as bacias, os garfos, os braseiros e os vasos foram feitos em bronze.

O LAVATÓRIO DE BRONZE
Êxodo 30: 17 – 21 - Conhecida também como Pia de Bronze, era feita de bronze e foi usado espelhos de metal das mulheres, ficava no Átrio, entre o Altar de Sacrifício e o Tabernáculo. Pouco se sabe sobre seu formato, sabe-se apenas que era uma bacia, colocada sobre um pedestal também de bronze. Esta Pia só poderia ser usada pelo Sumo Sacerdote e os Sacerdotes quando entrassem na Tenda, ou quando chegassem ao Altar para ministrar, na ocasião da consagração deveriam tomar banho completo. Este ato impediria que eles morressem em serviço.

A MESA
Êxodo 25 : 23 – 30 - Construída em madeira de acácia com 1 mt. de comprimento por 75 cms. de altura e 75 cms. de largura, toda recoberta com ouro puro, possuía ainda uma moldura lateral na largura de uma mão e uma coroa de ouro em sua volta. Foram fixadas 4 argolas próximas aos pés para colocação dos varais de transportes.Também foram feitos pratos para os pães asmos e as taças de ouro. Os pães eram colocados nos pratos em duas pilhas de 6 pães cada uma.

O CASTIÇAL
Êxodo 25 : 31 – 40 - O Castiçal foi feito de ouro puro e não é mencionado seu tamanho, somente que pesava em torno de 44 Kgs., tinha uma base como sustento da coluna central, esta coluna tinha 6 hastes, sendo 3 de cada lado, contendo copos, maçãs e umas flores, em suas extremidades ficavam as lâmpadas em formas de amêndoas. O Sacerdote cuidava para que o Castiçal permanecesse sempre aceso ( Ex. 27:20 ), não podia deixar o azeite se acabar, portanto duas vezes ao dia ele provia o óleo e cuidava dos pavios com o espevitador de ouro.

O ALTAR DE INCENSO
Êxodo 30 : 1 – 10 - Conhecido também como Altar de Ouro, media 1/2 mt. de comprimento e 1/2 mt. de largura por 1 mt. de altura , foi feito em madeira de acácia e revestida em chapas de ouro. O Altar tinha pontas de ouro e duas argolas também de ouro para colocar os varais de transporte de madeira e revestido de ouro. Sobre o Altar queimava-se o Incenso Sagrado, Arão estava incumbido de queimar sobre ele todas as manhãs e a tarde quando fosse acender o castiçal com o fogo do Altar de Sacrifício. Deus não aceitava sobre ele incenso estranho, nem holocausto e nem ofertas, pois o Incenso significa adoração e intercessão. O Incenso utilizado neste Altar continha elementos raríssimo de ser encontrado e de preço elevado. ( Estoraque, Onicha, Galbano e Franquincenso ) Êxodo 30:34-38.

A ARCA DA ALIANÇA
Êxodo 25 : 10 – 16 - Conhecida também como Arca do Concerto, media 1,25 mts. de comprimento e 75 cms. de altura e 75 cms de largura, foi feito de madeira da acácia e revestida em ouro por dentro e por fora. A Arca possuía também 4 argolas de ouro para colocar os varais de transporte de madeira e revestido de ouro. Durante as mudanças a Arca ia adiante do povo.

O PROPICIATÓRIO
Êxodo 25 : 17 – 22 - O Propiciatório era a tampa da Arca. Esta peça fora fabricada em ouro maciço batido em bigorna onde nas suas extremidades estavam dois Querubins com as suas asas por cima cobrindo assim o Propiciatório, estes estavam com as suas faces defronte porém voltadas para o Propiciatório. Uma vez ao ano o Sumo Sacerdote aspergia com sangue do sacrifício o Propiciatório.


_________________
SDS

Monge Copista, Copeiro, Espadado, Chaveiro, Sarcástico, Piadista, Diarista.....
Ver perfil do usuário
Caros leitores,

Não tendo mais o que acrescentar sobre essa matéria, dou como encerrada por minha parte.... ficando no aguardo de comentários para correções ou melhorias nas informações que aqui postei.....

Meu principal objetivo foi evidenciar a existência da magia em todos os seus aspectos nas escrituras do Antigo Testamento....

Sendo Moisés um Mago Negro ou não, de alguma forma ele se beneficiou do uso de magia para ter êxito em seu principal objetivo ... formar uma nação onde ele seria o Rei.........

Não poderia deixar de agradecer a Lancelot, Graça Dalma e Kaleb... que um tempo atrás em nossas jornadas diárias incentivaram para que apresentasse esse trabalho... por ter comentado que o estava desenvolvendo, mais que por varias razões tinha deixado de lado....
Ele não foi colocado na integra... mas o suficiente para despertar o estudo e a busca de novos conhecimentos....

sds

Sandoval


_________________
SDS

Monge Copista, Copeiro, Espadado, Chaveiro, Sarcástico, Piadista, Diarista.....
Ver perfil do usuário

19A MAGIA NA BIBLIA SAGRADA: PARTE 1 - O VELHO TESTAMENTO E O MAGO NEGRO Empty Escrituras Sagradas... em Qua Ago 29, 2012 4:43 pm

Rudson

Rudson
Buscador
Existe uma antiga polêmica a respeito da fidelidade e da veracidade dos textos dos evangelhos que chegaram até nossos dias. Alega-se que muito do que Cristo transmitiu foi alterado de acordo com as conveniências de cada época, e grande parte foi suprimida.
No que devemos acreditar? Essa uma pergunta que requer muito estudo e muita sabedoria.

Ver perfil do usuário

Dag


Caminhante
amigo Sandoval...
Você realmente não deixou nada para questionarmos, diante da riqueza de detalhes
contido em seu artigo
Não me atreveria a discordar de qualquer dito
Apenas por outra visão, para que conheçamos todas vertentes aqui vai meu relato, embora muito humilde
perto da grandeza de seu registro.
Podemos ver na Bíblia o esoterismo, a alquimia, a magia. Se lermos o Êxodo de Moisés, veremos no antigo testamento, taticas esotericas como: exorcismos, A magia era pratica comum dos egipcios
Ninguém ignora que ele era primo do faraó e que descendia de um grande mago antigo, de um grande mago caldeu;Abrahão. Também descendia de Isaac, da região dos Iniciados do velho Egito dos faraós, do país ensolarado de Khem.
Sabemos que Moises ao defender um hebreu matou um egipcio, e isto era julgado pelo grandes sacerdotes de Klem,
ou seja a justiça celestial
Moisés fugiu para a terra do sacerdote de Midian, o qual tornou-se seu sogro. Estando escondido em uma cripta
saiu conscientemente de seu corpo físico. No mundo astral, encontrou-se com o defunto, o qual o perdoou, e so depois retomou seu corpo fisico e após ter regressado ao seu corpo, tomou o nome de Moisés, o qual significa: Salvo das Águas.
Casou-se com uma grande sacerdotisa de Midian e dedicou-se à Grande Obra. A chave da Grande Obra vocês já conhecem, é o Sahaja Maithuna, o Arcano AZF. Portanto, ele tornou-se alquimista e cabalista.
Acredito que essa passagem, se faz necessario para o entendimento de Moises como Mago



Última edição por Dag em Seg Set 24, 2012 6:57 pm, editado 2 vez(es)

Ver perfil do usuário

Dag


Caminhante
Como Moises adquiriu esses formidáveis poderes?

na caverna de Horeb, viu uma chama que floresceu por entre as sarças da caverna e lhe disse:
Descansa, Moisés, Eu Sou o Deus de Abrahão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacó.
E, naqueles precisos instantes, conseguiu a Ressurreição Iniciática
Com a vara de Aarão, que tem o poder falico e real, Moises fazia magias fantasticas

Moisés libertou o povo hebreu teve a oposição do faraó. Nas sagradas escrituras,
manifestou seu poder diante do faraó, em levantar a sua vara, as águas se converteram em sangue.
As águas não serviram mais e os peixes morreram.

Levantou seu cetro e as casas ficaram cheias de rãs,
após desatou uma chuva de granizo sobre a terra do Egito;
fez aparecer milhares de mosquitos e pestes; por fim separou as aguas do Mar vermelho; e as ajuntou novamente
Tudo isso são demonstrações cabalisticas


rsrrrsr...
igualzinho ..



Última edição por Dag em Seg Set 24, 2012 6:57 pm, editado 1 vez(es)

Ver perfil do usuário

Dag


Caminhante

Este é o selo de Moises


A MAGIA NA BIBLIA SAGRADA: PARTE 1 - O VELHO TESTAMENTO E O MAGO NEGRO Moises
e este é Moises
A MAGIA NA BIBLIA SAGRADA: PARTE 1 - O VELHO TESTAMENTO E O MAGO NEGRO Moises4

Ver perfil do usuário
Dag escreveu:Como Moises adquiriu esses formidáveis poderes?

na caverna de Horeb, viu uma chama que floresceu por entre as sarças da caverna e lhe disse:
Descansa, Moisés, Eu Sou o Deus de Abrahão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacó.
E, naqueles precisos instantes, conseguiu a Ressurreição Iniciática
Com a vara de Aarão, que tem o poder falico e real, Moises fazia magias fantasticas

Moisés libertou o povo hebreu teve a oposição do faraó. Nas sagradas escrituras,
manifestou seu poder diante do faraó, em levantar a sua vara, as águas se converteram em sangue.
As águas não serviram mais e os peixes morreram.

Levantou seu cetro e as casas ficaram cheias de rãs,
após desatou uma chuva de granizo sobre a terra do Egito;
fez aparecer milhares de mosquitos e pestes; por fim separou as aguas do Mar vermelho; e as ajuntou novamente
Tudo isso são demonstrações cabalisticas


rsrrrsr...
igualzinho ..


Carissima,

Fico grato pelo suas palavras......

A intenção e revelar o verdadeiro sentido das escrituras..... a forma correta de interpretar se m distorcer intencionalmente para objetivos próprios......
Este estudo que realizei e decidi postar aqui, não está em sua totalidade, pois ficaria imenso e cansativo.... escolhi relatar as passagens de maior conhecimento de modo geral......


Fique a vontade para enriquecer mais esse tópico.... conhecimento é um bem que se expande em nossas vidas quando compartilhamos com nossos semelhantes.......

Quanto as realizações das pragas..... devemos ter critério quanto a afirmação das realizações pelo poder magista desse Grande Mago que foi Moisés......
A ciencia está comprovando ter sido um ato voluntário da natureza em efeito dominó.... mas tem uma coisa que a ciencia admite com sinceridade... Moisés não teria nunca como saber o momento exato para o acontecimento de cada uma delas sem intervenção de um ser que tudo sabe e que tudo pode para lhe revalar todos os acontecimentos.......

fico no aguardo de sues posters....

sds

Sandoval


_________________
SDS

Monge Copista, Copeiro, Espadado, Chaveiro, Sarcástico, Piadista, Diarista.....
Ver perfil do usuário
e ai...Sandoval

Realmente precisamos ter criterios para não cegarmos
ou ficarmos apenas sob a otica da religião...
Cientificamente é possivel ocorrer esses fenomenos


Porem varios pesquisadores consideram...
o referido evento como mera história ficciosa.
Mas mesmo assim.....
os estudiosos concordam com a idéia ...
de que a narrativa bíblica da saída do Egito
contém uma verdade histórica,
mesmo que mínima....

Num documentário da Discovery...
pesquisadores falam da possibilidade das pragas enviadas ao Egito....
pressionando faraó a libertar o povo hebreu...
para que Moisés os guiasse até a terra prometida.
Mas.....
cientistas sugerem uma dicotomia.....
entre aquilo que é "a mão de Deus" agindo...
e aquilo que é um "fenômeno natural" como se fossem opostos.
Um fenômeno natural é uma ação de Deus.....

Vejamos o que diz o salmista:
"Os céus proclamam a glória de Deus;
o firmamento proclama a obra das suas mãos.
Um dia fala disso a outro dia; uma noite o revela a outra noite.
Sem discurso nem palavras, não se ouve a sua voz.
Mas a sua voz ressoa por toda a terra, e as suas palavras, até os confins do mundo."
(SALMOS, 19:1-4a; Nova Versão Internacional - NVI).

Ver perfil do usuário
Graça D'Alma escreveu:e ai...Sandoval

Realmente precisamos ter criterios para não cegarmos
ou ficarmos apenas sob a otica da religião...
Cientificamente é possivel ocorrer esses fenomenos

Porem varios pesquisadores consideram...
o referido evento como mera história ficciosa.
Mas mesmo assim.....
os estudiosos concordam com a idéia ...
de que a narrativa bíblica da saída do Egito
contém uma verdade histórica,
mesmo que mínima....


Um documentário muito interessante sobre o assunto.....


Mas lembrem-se.... um verdade é certa..... alguem muito poderoso contou para ele o hora exata e o dia exato em que ocorreria cada evento....
e não é isso que vai descaracterizar ele como um mago.....
Pelo contrário isso é a maior prova de que ele era um mago poderoso....

sds

Sandoval


_________________
SDS

Monge Copista, Copeiro, Espadado, Chaveiro, Sarcástico, Piadista, Diarista.....
Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum