Portais de Luz

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Parceria

Facebook
Outubro 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031    

Calendário Calendário

Últimos assuntos
» Visconde de Mauá
Qui Ago 23, 2018 4:18 pm por fernandojorge

» Atendimento Portais de Libertação
Qui Maio 17, 2018 6:42 pm por Lancelot

» Mago.Hellblazer
Qui Maio 17, 2018 5:32 pm por Lancelot

» A história da Umbanda
Qui Dez 21, 2017 11:36 pm por Lancelot

» Espaços mágicos e correntes
Qua Dez 20, 2017 11:29 pm por Lancelot

» Piano Bar Convívio
Qua Dez 20, 2017 10:49 pm por Lancelot

» O poder das Pedras Pretas : para limpeza energética e proteção
Qua Dez 20, 2017 10:46 pm por Lancelot

» Um regresso
Qua Dez 20, 2017 12:11 pm por Lancelot

» Feliz Natal 2017
Ter Dez 19, 2017 10:34 pm por Lancelot


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Portais de Luz » Religiões » Umbanda » INTERFERÊNCIAS EM NOSSO LIVRE ARBÍTRIO - por Nelson Junior

INTERFERÊNCIAS EM NOSSO LIVRE ARBÍTRIO - por Nelson Junior

Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

INTERFERÊNCIAS EM NOSSO LIVRE ARBÍTRIO - por Nelson Junior



Em todos os aspectos, segundo a obra de Kardec, temos interferências em nosso livre arbítrio se nos
deixarmos conduzir pelas emoções negativas e densas e nesses casos temos tendência a ser manipulados pelos espíritos negativados, que se valendo de nosso intimo turvo, nos criam inimizades e antagonismos.
Nos livros “O Guardião da Meia Noite”, e “Dialogo com um Executor”, psicografados por Rubens Saraceni,
temos uma descrição magnífica destas manipulações em vários pontos, sejam por magia negativa ou por
obsessores e perseguidores.
Mas, como nos deixamos vitimar por esses espíritos e como nos manipulam tão fácil? Por que é tão
difícil o auxilio intuitivo dos mentores superiores no nosso dia a dia?
Conjecturas simples de serem respondidas e compreendidas pelos seguintes fatos:
1) A mente na matéria entra facilmente pelas vicissitudes diárias em um estagio de negativação,
pela simples exposição aos conflitos e compromissos da vida, vibrando num grau que atrai e sintoniza com mentais afins.
2) As pessoas tendem a não se olhar com carinho e na sociedade materialista criam competitividade
e não irmandade e humanismo.
3) Existe uma cultura do erro e da isenção, onde todos querem transferir para alguém seus próprios
deslizes, culpando outros e criando assim antagonistas, e atacando-os de todas as formas, daí a fonte de todas as desavenças, a falta da auto critica.
4) Observamos uma movimentação constante de castração social e religiosa, que se intercala com
a abertura da transformação dos tempos, que cria movimentos ateístas que vêm na religiosidade um veto a liberdade, e acabam com isso, gerando uma falta de moralidade embasada numa falta proposital de fé, divinizando coisas mundanas e profanando coisas sacras.
5) Na mídia sensacionalista as desgraças ocupam todo o tempo, e as benesses um raro momento,
fazendo que as pessoas achem que só desgraças ocorrem, não vendo que proporcionalmente entre negativo e positivo, a proporção ainda é do que é bom em maior ocorrência.
6) A desesperança de que a vida não é só na matéria, gera os apegos tolos a situações passageiras,
que se vivermos mais de 100 anos numa encarnação, o que deve ser prezado é o que nos tornamos como indivíduos em todas, pois diante da eternidade, uma vida que vivermos é só um grão de areia numa praia, e se somos o conjunto de todas estas vivencias, somos e seremos mais que um grão, seremos o resultado de todos eles, sendo assim uma praia inteira.
7) O que nos sobra em curiosidade nos falta em humildade, e se queremos perseguir um ideal, nos
falta humildade para merecê-lo.
Com estas respostas colocadas, imaginem que determinado individuo, obsedado, sai de casa, armado,
e numa briga de transito, se enraivece, e vibrando negativamente, começa a sentir um ímpeto que não
é seu, e saca da arma, e puxa o gatilho.
Eis o exemplo entre a tendência e a atuação, quando um ser tem a tendência negativa, e através
dela pode Sr instrumento de treva no mundo.
Agora se pergunte, e seja sincero contigo mesmo: - quem nessa terra, do mais elevado ao mais
profano, não tem tendências negativas, ou de outras vidas, ou absorvidas pelo convívio do meio, ou então não apresenta, mesmo que com muita resistência, momentos de ira com as injustiças do meio?
A frase ”Orai e vigiai” nunca é corretamente interpretada, pois o vigiar a si mesmo deve sempre ser
o ponto chave, pois quando vigiamos a nós mesmos percebemos quando tentam nos fazer de joguete de
artimanhas negativas.
Para médiuns é mais complexo ainda, pois muitos não sabem distinguir as boas das más intuições,
e, mesmo percebendo uma atuação no seu mental, sente-se “avisado”, e se permite ativar forças materiais e espirituais contra seu semelhante, sem perceber como as coisas funcionam.
Um guia de Lei vai sempre intuir seu médium a se conduzir de forma adequada com o meio em que
está, não gerando antagonismos de nenhuma espécie, e embora nos avise sim, e nos auxilie com demandas e atos negativos contra nós, não nos estimulará a vingança e a perseguição, gerando malefícios, e sim a nossa defesa e a justiça (que as pessoas teimam em confundir com vingança).
A Justiça a tudo equilibra e edifica, e a vingança a tudo derruba e destrói, pois, na Lei Divina progresso
é Luz e Ordem, e o caos só traz regressão e estagnação.
não quis num momento de raiva “bater o pé esquerdo”. Porém, que sinta-se vitorioso aquele que
resistiu, pois as pedras atiradas no próximo tendem a ir pra cima e cair em nossas cabeças.
O termo semelhante nos da noção de iguais e o que se deseja ao próximo a nós voltará, pelo merecimento dentro da Justiça, pois geramos em nós o desequilíbrio diante de Deus.
Atuações existirão sempre e embora algumas chegam à possessão (essas mais raras), a maioria é
sutil, mas muito perspicaz.
Já conectar-se a planos superiores é algo que necessita de um esforço muito grande de dois lados,
do espírito de Luz que esta na atuante e em missão e do encarnado que esta pela mediunidade recebendo a intuição ou ensinamento.
Permita-se ouvir mais quando estiver sereno, e com certeza terá mais discernimento quando estiver
irritado.
Vivemos num mundo onde criamos demandas contra nós mesmos diante de Deus.

Ver perfil do usuário http://portaisdeluz.forumeiros.com

Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum