Portais de Luz

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Parceria

Facebook
Setembro 2019
SegTerQuaQuiSexSabDom
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30      

Calendário Calendário

Últimos assuntos
» Visconde de Mauá
Projecções e Espelhos EmptyQui Ago 23, 2018 4:18 pm por fernandojorge

» Atendimento Portais de Libertação
Projecções e Espelhos EmptyQui Maio 17, 2018 6:42 pm por Lancelot

» Mago.Hellblazer
Projecções e Espelhos EmptyQui Maio 17, 2018 5:32 pm por Lancelot

» A história da Umbanda
Projecções e Espelhos EmptyQui Dez 21, 2017 11:36 pm por Lancelot

» Espaços mágicos e correntes
Projecções e Espelhos EmptyQua Dez 20, 2017 11:29 pm por Lancelot

» Piano Bar Convívio
Projecções e Espelhos EmptyQua Dez 20, 2017 10:49 pm por Lancelot

» O poder das Pedras Pretas : para limpeza energética e proteção
Projecções e Espelhos EmptyQua Dez 20, 2017 10:46 pm por Lancelot

» Um regresso
Projecções e Espelhos EmptyQua Dez 20, 2017 12:11 pm por Lancelot

» Feliz Natal 2017
Projecções e Espelhos EmptyTer Dez 19, 2017 10:34 pm por Lancelot


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Portais de Luz » Ocultismo » Ocultismo em Geral » Projecções e Espelhos

Projecções e Espelhos

Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1Projecções e Espelhos Empty Projecções e Espelhos em Ter Nov 26, 2013 12:45 am

Convidado


Convidado
Saudações!

Hoje gostaria de falar sobre algo que é essencialmente um aspecto psico-emocional.

A Projecção, neste caso, não se refere a uma técnica magística ou espiritual, mas ao acto de espelhar no outro comportamentos que na realidade são meus, atribuindo-os a alguém fora de mim. Do mesmo modo, sem que haja projecção, o espelhar-se no outro, ou rever-se no outro, pode ocorrer de forma natural e não nociva ao outro ou a nós.
A Projecção pode também ser de uma realidade que eu desejo ou acredito, referente a uma pessoa ou situação, sem que esta seja real, ainda que eu me iluda a pensar que assim é.

Normalmente este tipo de comportamento é uma forma de ilusão que permite ao ser humano uma fuga à realidade, acabando por trabalhar a sua sombra ao lidar com ela... no outro. O problema acaba por surgir principalmente quando nunca assumimos que o problema está em nós e não lidamos conosco, não nos trabalhamos e ficamos sempre a achar que é o "outro" que tem todos os problemas e que nós, coitadinhos de nós, somos vítimas de um mundo injusto, já que não somos "nada daquilo". É normalmente o que não aceitamos que acabamos por projectar no outro, ainda que a forma de o fazer seja inconsciente e passiva em grande parte das vezes.

Claro que por vezes "o outro" aceita consciente ou inconscientemente essa projecção e começa a agir exactamente da forma que projectámos, tornando-se um "actor particular" no palco que criámos para viver essa realidade.
Uma dica em especial é se determinada pessoa só age de determinada forma com você. Nesses casos é mesmo bom tentar inferir se existem problemas que não são discutidos entre os dois, ou se há realmente uma projecção que está a ser aceite. Lembrando que também nós podemos tornar-nos actores para os outros, sem consciência disso...

Todos nós estamos ligados uns aos outros e aprendemos mergulhando em nós próprios bem como nos espelhando uns nos outros.

Lembrando que atraímos as lições que precisamos, este é um recurso inconsciente que no dia-a-dia é comum ser utilizado. Tornarmo-nos conscientes do que projectamos e das projecções que aceitamos ajuda-nos a auto-conhecermo-nos e principalmente a não sermos joguetes das circunstâncias.

Um bom mago, um bom espiritualista, tenta sempre aprender como age e reage mediante a Vida, pois não só se deve conhece a si próprio como entender que este é o primeiro passo para alquimizar a sua realidade.
Como assim?
Bem, é que o que eu vibro no meu íntimo, eu atraio. E se eu não estou consciente da minha Sombra, ela vai afectar a minha realidade sem que eu consiga ter algo a dizer sobre isso. Rapidamente estarei projectando aspectos dela sobre os que me rodeiam; e atraindo aspectos dela nos que me rodeiam; e vivendo no meio do negativismo que ela tem e não é transmutado!

Claro, há sempre alturas em que somos colocados num meio negativado com um propósito, ou que há um aspecto que nos rodeia num dado momento e que já resolvemos em nós, já integrámos, mas sejamos sinceros - isso acontece 2 a 5% das vezes... Todas as outras são uma chamada de atenção para que entendamos um aspecto ou um processo. Para que mergulhemos em nós, nos trabalhemos e aceitemos.


Então paremos para observar...

- O meu patrão chato e implicativo é de facto assim, está a reagir a mim e tornou-se um actor na minha peça privada, ou a implicância dele é apenas uma projecção minha, que na realidade só existe aos meus olhos, na minha cabeça?

- A dificuldade em executar uma determinada tarefa é real, ou uma projecção do medo de falhar?

- O atrito e irritação constante no lar são reais, ou estão em mim apenas? E eu acabo vendo como se estivesse na família?

- Os problemas com companheiros e cônjuges são reais, ou algo que eu crio a partir das minhas próprias falhas, que acabo projectando no outro?


Lidar com o outro ensina-nos quem somos, quem queremos ser e em quem não nos queremos tornar.


Um bom mago, um bom espiritualista além de se tentar conhecer melhor, sabe que o primeiro trabalho a desenvolver é consigo e que é trabalhando-se que atrai o que precisa para a sua vida e afasta tudo o que já não faz parte do seu caminho. Na realidade, as coisas que resolvemos em nós, as projecções que paramos de fazer permitem que tudo o que nos rodeia melhore. E podemos fazer isso de modo consciente. Aquilo que já não faz parte do meu caminho e era negativo, mais não é do que atrações negativas que eu deixo de fazer porque há afinidades que deixo de ter, vibrações negativas que paro de emanar e projecções inconscientes que paro de fazer.

A primeira Magia do ser humano é a alquimia do que o rodeia pela simples mudança de padrão vibratório e tomada de consciência. E isto é o mais difícil.
Não é o aprender os rituais, sem falha alguma, e com total conhecimento teórico. Não. É a lapidação diária e a conscientização diária o verdadeiro trabalho do Mago, a primeira e mais importante magia que todos temos a realizar.
Por muito que possamos pedir ajuda aos Céus e acender imensas velas para que este processo seja amparado, a verdade é que é o enfrentar da nossa Sombra (para que posteriormente esta possa ser trabalhada) o nosso maior e mais difícil trabalho.
Esse trabalho dura vidas. Eras. Dão-se passos em frente e passos atrás. Mas sem essa vontade e essa coragem, não há melhoria interior. E sem melhoria interior, de que servirá todo o resto?

Abraços e boas noites...
Hoje já não divago mais.

Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum