Portais de Luz

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Parceria

Facebook
Setembro 2019
SegTerQuaQuiSexSabDom
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30      

Calendário Calendário

Últimos assuntos
» Visconde de Mauá
energia - ENERGIA FÍSICA ou CARNAL EmptyQui Ago 23, 2018 4:18 pm por fernandojorge

» Atendimento Portais de Libertação
energia - ENERGIA FÍSICA ou CARNAL EmptyQui Maio 17, 2018 6:42 pm por Lancelot

» Mago.Hellblazer
energia - ENERGIA FÍSICA ou CARNAL EmptyQui Maio 17, 2018 5:32 pm por Lancelot

» A história da Umbanda
energia - ENERGIA FÍSICA ou CARNAL EmptyQui Dez 21, 2017 11:36 pm por Lancelot

» Espaços mágicos e correntes
energia - ENERGIA FÍSICA ou CARNAL EmptyQua Dez 20, 2017 11:29 pm por Lancelot

» Piano Bar Convívio
energia - ENERGIA FÍSICA ou CARNAL EmptyQua Dez 20, 2017 10:49 pm por Lancelot

» O poder das Pedras Pretas : para limpeza energética e proteção
energia - ENERGIA FÍSICA ou CARNAL EmptyQua Dez 20, 2017 10:46 pm por Lancelot

» Um regresso
energia - ENERGIA FÍSICA ou CARNAL EmptyQua Dez 20, 2017 12:11 pm por Lancelot

» Feliz Natal 2017
energia - ENERGIA FÍSICA ou CARNAL EmptyTer Dez 19, 2017 10:34 pm por Lancelot


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Portais de Luz » Ocultismo » Energias-por Rubens Saraceni » ENERGIA FÍSICA ou CARNAL

ENERGIA FÍSICA ou CARNAL

Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1energia - ENERGIA FÍSICA ou CARNAL Empty ENERGIA FÍSICA ou CARNAL em Qua Mar 13, 2013 10:34 am

ENERGIA FÍSICA ou CARNAL


Já falamos da energia humana. Agora vamos dividi-la em física, ou carnal, e mental. A energia física é apenas um desdobramento do acúmulo energético em nosso espírito, e que provém da não mentalização das energias absorvidas pelo corpo humano. Assim, aquele que usa pouco a sua força mental, é altamente energizado por energias físicas, ou carnais. Ele poderá ser um ótimo desportista, um ótimo trabalhador braçal, ou alguém totalmente viciado nos seus impulsos energéticos físicos (briguento, irrascível, devasso, viciado, alcoólatra, etc., etc., etc). Porém, se ele direcionar suas energias físicas com um pouco de racionalidade, poderá ser uma pessoa forte e saudável, altamente capacitado para funções em que se exija grande concentração dessas energias. Logo, poderá ser um lider no seu trabalho, no seu clube, ou mesmo em sua família, já que sua energia lhe dará sustentação nas suas ações, e ainda que elas não sejam satisfatórias, ele não será aniquilado pelos reveses. Mas a energia física pode ser direcionada para a ação mental, dando sustentação para ações mais sutís, que consumam grande esforço físico e mental, como é o caso dos cientistas, pesquizadores, pensadores, curadores, religiosos, etc. Os estudantes são grandes consumidores dessas energias, pois enquanto aumentam as suas capacidades intelectuais, desprendem energias físicas através da intensa atividade realizada no seu racional, que processa e codifica tudo na mente humana.

A energia física é um meio de o ser humano evoluir e ascender, ou regredir e cair, porque também pode ser utilizada para vivenciar os princípios viciados, tais como as guerras, os assassinatos, os roubos, a delinquência, a vadiagem, a devassidão sexual, o consumismo de energias viciadas (drogas, fumo, alcool, etc.), etc. Logo, ela é dual, pois se presta ao virtuosismo, ou à viciação do espírito humano. Quanto mais evoluido (magnetizado) for um espírito, maiores serão suas chances de evoluir ou regredir, em função de sua energia física ou carnal.
Em função disso, é que muitos espíritos já elevados às esferas superiores, quando reencarnam, têm o amparo da lei reencarnacionista para que recebam um veículo com deficiências em alguns sentidos energéticos físicos. Assim não se desvirtuarão, de forma a virem a perder numa encarnação, os méritos conquistados em muitas outras encarnações anteriores.

Se assim a Lei faz, é para proteger o beneficiário dos seus próprios erros, ou vícios, que se encontram adormecidos em seu mental inferior.
Mas mesmo assim, quantos não se desvirtuam, e caem nas mais densas viciações?
Percebam certos vícios humanos, e compreenderão o que quero dizer, senão vejamos: Um ser humano não nasce odiando seu semelhante, mas devido às suas deficiências energéticas, ele começa a odiar, invejar, amaldiçoar, caluniar, corromper, viciar, perverter, etc., outros que têm a infelicidade de cruzarem seus caminhos. Quantos, ao se verem em desvantagem, não apelam para a traição para superarem seus adversários? E não existem aqueles que usam de armas mortais para eliminar o adversário, imbatível apenas pelo uso de sua força física? A energia física fornece os meios para a realização das mais torpes, ou mais nobres, ações humanas. Ela também sustenta nossas ações mais triviais, tais com andar, falar, cantar, vibrar, etc., sem que tenhamos que alterar a forma física do nosso corpo carnal. Num ser que seja apenas espírito, isto não acontece, porque ele é o que vibra, e vibra o que é. Se sua vibração for intensificada, todo o seu corpo espiritual irá se alterar, em acordo com o vício ou a virtude que esteja vibrando naquele momento. Se um espírito estiver vibrando na virtude do Amor, todo o seu corpo espiritual se desagrega, e o seu todo espiritual torna-se apenas uma imensa luz. O mesmo ocorre se ele vibrar com muita intensidade a Fé ou a Vida. Mas, se um vício estiver sendo vivenciado, e isso for intensificado o espírito deixa de ter a forma humana, e passa a ter uma forma bestial. Quanto mais ele intensificar aquela vibração, mais sólida (magnética) será sua nova aparência. Eis aí uns poucos exemplos do que acontece quando falta a energia carnal a um ser humano que exista somente em espírito. Se usamos a palavra carnal, é porque o corpo físico nada mais é que uma poderosa condensação de energias oriundas dos quatro elementos originais, condensados no que chamamos de "natureza terrestre". Se lhe negarmos estas energias (água, ar, alimentos e calor), em breve ele terá todo o seu acúmulo energético esgotado e, sem a energia carnal, o espírito que anima tal corpo, não terá sustentação energética para habitá-lo. Então, ou tal espírito é daquele corpo retirado, ou nele também terá desagregado todo o seu corpo espiritual. Isso é o que acontece com muitos espíritos magnetizados por energias viciadas, vivenciadas com muita intensidade na carne. O vício vivido na carne terá que ser esgotado juntamente com a energia física, mas como nem sempre isso é possível, o espírito acaba por ter seu corpo espiritual desagregado, à medida em que o corpo carnal vai liberando as energias nele condensadas.
Uns dirão: "Se isso acontece a um espírito humano, é porque seu carma é muito pesado!".
Nós dizemos: Todos estão certos! Tudo são energias físicas, ou carnais, colocadas ao serviço de um vício. Quando o vício está densificado, somente a desagregação energética poderá eliminá-lo. Um espírito pode ter a forma humana, mas se acumulou uma vibração viciada muito intensa em seu emocional, ainda quando na carne, esta vibração somente será esgotada através da desagregação do seu corpo espiritual, já que ele não possui a energia física para sustentar a forma humana perfeita. Eis aí porque as esferas escuras, ou de energias densas devido às suas origens viciadas, são habitadas por espíritos humanos que vibram dor, ódio, desilusão, angústia, remorso, culpas, blasfêmias, etc. Eles simplesmente estão habitando esferas onde os padrões vibratórios sustentam as vivenciações de tais energias que estão sendo liberadas pelo magnetismo de ordem negativa sedimentado em seus mentais negativos. Eles somente se libertarão dessas esferas, quando esgotarem todas as energias que sustentam estes magnetismos negativos. Mas enquanto isso não acontece, seus corpos espirituais se enchem de vermes astrais, que parasitam-nos e os consomem pouco a pouco, enquanto existirem energias viciadas para alimentá-los. Caso esses espíritos sejam tomados pela revolta, ódio ou desespero, vibrando intensamente estas energias, assumirão formas bestiais, que os videntes ignorantes dos mistérios da criação do ser humano chamarão de demônios, zumbis, etc. Nada disso é verdade, pois são apenas espíritos humanos bestializados. Um ser humano, quando na carne, pode ser excomungado, e chamado de serpente, cão, vampiro e outros adjetivos negativos, que sua forma física não irá se alterar, ainda que a vibração do seu emocional seja exatamente esta. Mas quando ele não mais possue a condensação energética de ordem física (a tão desconhecida "pele do cordeiro"), todo o seu corpo espiritual se desagrega, e sua aparência é aquela do vício que vivenciou com muita intensidade, através de suas energias físicas ou carnais. O oposto ocorre com quem vivencia, na carne, uma virtude com muita intensidade. Logo que deixar a carne, tal espírito, que foi chamado de honesto, bondoso, amoroso, caridoso, humilde, abnegado, leal, etc. será atraído, pelo seu magnetismo de ordem positiva, para as esferas onde tais virtudes são vividas com intensidade. Num primeiro momento, seu corpo espiritual sofrerá uma depuração dos vestígios do corpo carnal, e com toda certeza rejuvenescerá, se embelezerá, se curará das vibrações últimas de alguma doença. Pouco a pouco, ou muito rapidamente, começará a dar vazão às energias virtuosas que se sedimentaram em seu mental, tomando-o de ordem positiva, ou virtuoso. Então, tal espírito irá perdendo sua forma humana, pois a energia liberada é muito sutil, tendo luz e cor próprias, relativas às virtudes vivenciadas na carne. Nós os vemos como focos luminosos, vibrando com muita intensidade suas virtudes, pois na elevação do seu padrão vibratório, mais e mais sutil vai se tornando seu corpo espiritual.
Esses espíritos deixarão de ter formas humanas, e serão somente centelhas luminosas, cortando incessantemente os campos luminosos das esferas superiores.
Pois, bem! Esperamos que, agora que já conhecem um pouco sobre as energias, e especialmente sobre as energias físicas ou carnais, usem-nas para serem, em breve, os tais espíritos que, na Luz, habitarão os floridos campos do Senhor da Luz, o sagrado YAYÊ, ou IAHYÊ LACMÊ! P. S.: YAYÊ, ou IAHYÊ, é o nome sagrado do Senhor da Luz da Vida. Se os mosáicos o ocultam, é apenas por uma questão de princípio, pois tal forma de nominar o Divino Criador, o Senhor da Vida e da Luz da Vida é muito anterior à escrita semítica, hoje chamada de hebraico. Tal nome divino do Divino Criador, é anterior à atual raça que deu origem ao povo judeu, e comum a todos os seres humanos, tal como hoje é “Deus”.
Então, Deus e YAYÊ são a mesma coisa. Os judeus do passado, que tivereram acesso a este nome através de um livro da Tradição, conservaram-no até os dias atuais. Esperamos que o conservem para sempre.

Ver perfil do usuário https://portaisdeluz.forumeiros.com

Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum