Portais de Luz

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Parceria

Facebook
Julho 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031     

Calendário Calendário

Últimos assuntos
» Atendimento Portais de Libertação
Qui Maio 17, 2018 6:42 pm por Lancelot

» Mago.Hellblazer
Qui Maio 17, 2018 5:32 pm por Lancelot

» A história da Umbanda
Qui Dez 21, 2017 11:36 pm por Lancelot

» Espaços mágicos e correntes
Qua Dez 20, 2017 11:29 pm por Lancelot

» Piano Bar Convívio
Qua Dez 20, 2017 10:49 pm por Lancelot

» O poder das Pedras Pretas : para limpeza energética e proteção
Qua Dez 20, 2017 10:46 pm por Lancelot

» Um regresso
Qua Dez 20, 2017 12:11 pm por Lancelot

» Feliz Natal 2017
Ter Dez 19, 2017 10:34 pm por Lancelot

» O atomo sob a Luz da Clarividencia
Qui Set 14, 2017 9:01 pm por Lancelot


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Portais de Luz » Auto-Ajuda » Terapias » Divagações e constatações - Obstáculos, Dificuldades, Adversidades.

Divagações e constatações - Obstáculos, Dificuldades, Adversidades.

Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

Obstáculos, Dificuldades, Adversidades.


“Saudações a todos os irmãos que aqui se fazem presentes.
Que as bençãos do Divino Criador estejam convosco.
Não desesperem em vossas dificuldades, elas fazem parte do vosso aprendizado.
Sintam que cada dificuldade, cada obstaculo, por mais dificil que seja, é mais uma forma de crescimento interno, de fortalecimento pessoal.
Olhai para cada uma delas com firmeza, fé e determinação.
Sabendo sempre que no fim de superada, renasceremos mais fortes e confiantes.

Meditemos sobre isto.”
Psicografada em 30\10\2012
Lancelot

Obstáculos, dificuldades, adversidades, palavras complexas, que comungam connosco todos os dias. A cada decisão que se efetua, em cada caminho que se percorre, …, a cada passo que se dá, deparamo-nos sempre com alguma das três, ou até mesmo as três em conjunto. Não nos podemos livrar delas, nem viver sem elas. Fazem parte do nosso crescimento, da nossa evolução. Mas o certo é que todos, de certa, forma as dispensamos ou passamos bem sem elas.
Será que sim?
Por um lado, entendemos obstáculos, dificuldades, adversidades, como algo que nos contraria, nos faz parar, nos impede de prosseguir a nosso belo prazer e de acordo com nossa vontade. Mas que outra forma existe, que nos obriga a repensar nosso caminho, nossas atitudes,…, nossos princípios. É certo! Sem elas jamais pararíamos para refletir e prosseguiríamos pela estrada da vida sem nunca nos faltar o combustível, sempre sorrindo.
Mas será correto esta forma de pensar e de agir?
Tendo em conta que cada ser humano é um universo independente, agindo desta forma acabamos por adentrar e atropelar universos alheios. Mas não é assim que acontece a toda hora? É. Mas os atropelos seriam maiores. E então teríamos um número restrito de indivíduos sorrindo e um número enorme revoltados. E não é isso que acontece? Não. Tem muita gente que sorrindo externamente, trava enormes batalhas interiores para superar seus medos, seus obstáculos, suas dificuldades, suas adversidades. Do outro lado, temos o oposto, seres humanos revoltados, mas revoltados de barriga cheia.
Mas, se o caminho for tumultuoso e agreste que benefícios nos pode trazer?
“A dificuldade aguça o engenho.”
Os obstáculos, as dificuldades, as adversidades da vida nos trazem o aprendizado, o crescimento, o fortalecimento, o gosto pela vitória. Se analisarmos a história da humanidade, as suas vitórias e derrotas, a sua evolução até aos dias de hoje, foi conquistada e cimentada através das batalhas ganhas e perdidas, com maior ou menor dificuldade. Batalhas estas que se travaram, se travam e se travarão, sempre que, pela nossa frente, apareçam obstáculos, dificuldades e adversidades.
Mas, como encarar estes obstáculos, estas dificuldades, estas adversidades?
“Filho, o problema assume o tamanho da importância que você lhe atribui.” – Pai Damião.
É certo que devemos, olhar nossos problemas de todos os pontos, até encontrar uma forma de ultrapassa-los, de vence-los, mas também é certo que atribuímos determinada importância a uns e outra importância a outros. Isso nos desequilibra. Não é atribuindo maior importância a um problema que ele vai deixar de existir. Ele continua lá do mesmo jeito. E não é esta a forma mais correta de o vencer.
Mas somos humanos, pensar e aconselhar é uma coisa, agora agir quando o problema nos toca já é outra bem diferente. Tendo em conta que temos sempre a tendência de nos colocar, juntamente com nossos problemas no centro do mundo e esquecemos que á nossa volta existem coisas bem mais complexas e difíceis de vencer.


“O Auxílio Virá
O problema que te preocupa talvez te pareça excessivamente amargo ao coração.
E tão amargo que talvez não possas comentá-lo, de pronto.
Às vezes, a sombra interior é tamanha que tens a idéia de haver perdido o próprio rumo.
Entretanto, não esmoreças.
Abraça o dever que a vida te assinala.
Serve e ora.
A prece te renovará energias.
O trabalho te auxiliará.
Deus não nos abandonará.
Fazê silêncio e não te queixes.
Alegra-te e espera porque o Céu te socorrerá.
Por meios que desconheces, Deus permanece agindo.”

Emmanuel/Chico Xavier






Lancelot

Ver perfil do usuário http://portaisdeluz.forumeiros.com

Cici

avatar
Determinado
Determinado
Mensagem linda Lancelot

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum