Portais de Luz

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Parceria

Facebook
Palavras chave

fria  livros  energéticos  quente  mundo  Cordões  energia  amuletos  

Abril 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30      

Calendário Calendário

Últimos assuntos
» Atendimento Portais de Libertação
Ter Mar 13, 2018 2:24 pm por Salomão

» Mago.Hellblazer
Ter Mar 13, 2018 12:13 am por Salomão

» A história da Umbanda
Qui Dez 21, 2017 11:36 pm por Lancelot

» Espaços mágicos e correntes
Qua Dez 20, 2017 11:29 pm por Lancelot

» Piano Bar Convívio
Qua Dez 20, 2017 10:49 pm por Lancelot

» O poder das Pedras Pretas : para limpeza energética e proteção
Qua Dez 20, 2017 10:46 pm por Lancelot

» Um regresso
Qua Dez 20, 2017 12:11 pm por Lancelot

» Feliz Natal 2017
Ter Dez 19, 2017 10:34 pm por Lancelot

» O atomo sob a Luz da Clarividencia
Qui Set 14, 2017 9:01 pm por Lancelot


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Portais de Luz » Religiões » Umbanda » Larvas Astrais - por Ana Lus

Larvas Astrais - por Ana Lus

Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Larvas Astrais - por Ana Lus em Sex Maio 31, 2013 12:44 pm

Criaturas vampirizadoras de nossos sentimentos, desejos e pensamentos de baixíssima vibração. Alimentam-se dessas energias negativas, sugando nossas reservas. Podem ser inicialmente geradas ou atraídas por nós mesmos, através do desequilíbrio físico, espiritual e emocional ou enviadas por espíritos malignos que encontram “abertura” em nossa defesa psíquica.
Quando o indivíduo encontra-se sob forte processo obsessivo, as larvas são continuamente renovadas, crescendo assustadoramente. Muitos casos em que a medicina clínica não consegue diagnosticar o quadro encontram-se nessa categoria.
A permanência dessas substâncias é altamente nociva ao ser, implicando em desordens físicas e espirituais que variam de intensidade e danos, dependendo das medidas terapêuticas e profiláticas adequadas.
Essas criaturas existem independentes no astral inferior como uma réplica dos parasitas encontrados na vida biológica, e como eles, são potencialmente perigosas para quem está mais vulnerável às suas investidas. Nesse caso, baixa imunidade seria de natureza moral e espiritual.
Não que todos os seres vitimados por essas criaturas, sejam pervertidos e desprovidos de valores espirituais elevados, e sim que quando entramos em sintonia de baixa vibração, pela cólera, inveja, ressentimentos, desejos de vingança, pensamentos suicidas ou homicidas, sexualidade promíscua etc, abrimos a nossa guarda e deletamos a nossa imunidade, possibilitando o assédio e
crescimento acelerado dessas criaturas.
Indica-se a limpeza, desinfecção e imunidade energética através de passes magnéticos, ingestão de água fluidificada, passes em Terreiros de Umbanda, utilização de florais, cromoterapia, banhos de descarrego com ervas, aplicação de Reiki, terapias de orações, repetição de mantras, modificação do padrão mental negativo, através da inovação de hábitos saudáveis como yoga, meditação,
caminhadas, abstinência de álcool e fumo excessivo, alimentação comedida e saudável, mudança de hábitos sexuais nocivos e degenerados entre outros.
Outros nomes atribuídos a essas criaturas: Larvas espirituais, larvas fluídicas, larvas energéticas, vibriões mentais, bacilos psíquicos, larvas psíquicas, vermes astrais.

Ver perfil do usuário http://portaisdeluz.forumeiros.com

2 Re: Larvas Astrais - por Ana Lus em Ter Dez 10, 2013 5:54 pm

Dragonfly

avatar
Recém Chegado
São conhecidas como larvas astrais ou miasmas, as criações mentais que exigem três elementos essenciais para substituírem: uma substância orgânica, uma forma aparente e uma energia vital.
As larvas astrais não são corpos subtis, não são seres, espíritos, almas…
É apenas matéria grosseira, energia nociva, um aglomerado negativo plasmado e animado pelos resquícios do instinto, agora em dissolução.
Existem substâncias plásticas etéreas que permitem sua criação; a forma depende do sentimento ou da acção mental que inspirou a sua criação, e o elemento vital que as anima vem do reservatório universal da energia cósmica, elementos esses gerados através de certos materiais utilizados em magias negras.

A vida das larvas durará na medida da energia mental ou passional emitida no ato de sua criação, e poderá ser prolongada desde que, mesmo cessada a força criadora inicial, continuem a ser alimentadas por pensamentos, ideias ou vibrações da mesma natureza, de encarnados ou desencarnados.

O ser pensante cria sempre, consciente ou inconscientemente, lançando na atmosfera astral diferentes produtos mentais.
A criação consciente depende do indivíduo sintonizar-se ou vibrar no momento, na onda mental que corresponde a determinada criação ( amor, ódio, luxúria, ciúme etc. ); por isso não é fácil determinar a forma da larva que corresponde à ideia ou ao sentimento criador, mas a vontade treinada impulsionando a ideia ou sentimento pode realizar a criação, visando produzir os efeitos desejados.

As larvas astrais, quando fruto de um desejo, uma paixão ou um sentimento forte, corporificam-se, recebem vida mais longa do que as larvas simplesmente mentais, que quase sempre têm uma alimentação mais restrita, a não ser quando projectada por pessoa dotada de alto poder mental ou por grupo de pessoas nas mesmas condições.

Os sacerdotes egípcios, por exemplo, criavam larvas com o objectivo de defender os túmulos dos mortos, animando-as com uma vida prolongada.
Estas projectavam-se sobre os violadores de túmulos, provocando-lhes perturbações graves e até mesmo a morte.
Muitas vezes as larvas astrais são confundidas com espíritos, mas na verdade nada mais são que resíduos energéticos em dissolução, que se desprendem de tudo na Natureza que ” morre “.

Quando algo na Natureza vive em desequilíbrio físico e energético, ao morrer desprende uma massa que classificamos de larva astral.

Essa energia, instintivamente vagará em busca da satisfação de seus instintos e sensações, principalmente às que estavam acostumadas quando seu antigo hospedeiro era vivo.

O que ocorre é que um molde energético, com contornos do antigo hospedeiro, para prolongar sua existência irá em busca da satisfação que lhe dava prazer.

Esse “molde energético”, se não conseguir encontrar aquilo que lhe sustente a “vida”, perderá a sua essência, desaparecendo.
Mas se encontrar alguém com o perfil do antigo hospedeiro, por atracão vai se apegar a essa pessoa, aderindo tenazmente à sua aura.

A partir da conexão, a larva astral irá incentivar essa pessoa a tomar atitudes ilícitas, a fim de sentir vislumbres ou instante de prazer a que estava acostumada.

O hospedeiro infelizmente irá, com suas atitudes inferiores ( pois está sendo vibrado pela larva astral por afinidade ), destruir-se aos poucos, entregando-se a vários tipos de vícios ou ficando adoentado.

A larva astral é um parasita, e irá esgotar o seu hospedeiro até à última gota; com o tempo irá perder sua existência, que por sinal é curta. Mas até que tenha sido extinta, deixará sua vitima em estado adoentado e perigoso, podendo levá-la até a morte.

Se por infelicidade o hospedeiro for uma pessoa sem moral, que por afinidade se ligou a uma larva astral, ao desencarnar, do seu corpo se desprenderá uma nova larva astral ansiosa por novas viciações, e assim, o ciclo continuará.

Muitos magos negros ou espíritos inferiores, por meio de manipulação energética e magística, conseguem fazer com que certos tipos de larvas astrais ataquem seus desafectos, drenando suas energias e transformando-os em verdadeiros zumbis.

Em oferendas e despachos, em que são utilizados materiais pesados com álcool e sangue, as larvas astrais sentem-se incontrolavelmente atraídas. Os vapores do sangue e do álcool dão-lhes a sensação de vida, e por isso ” enganam ” os médiuns despreparados, fazendo-se passar por ” Entidades de Luz “, convencendo-os a efectuar tais “trabalhos” com sangue e álcool.

Com esse conhecimento podemos entender como se processa o contacto com as larvas astrais, e com a manipulação energética dos passes magnéticos e espirituais, poderemos auxiliar, e muito, na retirada desse tipo de infecção.

Ver perfil do usuário

3 Re: Larvas Astrais - por Ana Lus em Qui Dez 19, 2013 1:28 am

MAGGOBRANCO

avatar
Determinado
Determinado
Sem dúvida, essas colocações são fabulosas mesmo... vícios nocivos que as pessoas possuem e que não largam por nada desse mundo, mesmo que este as esteja matando ou prejudicando, são instigados por essas larvas, como o alcoolismo... as larvas alcoólicas existem ao redor de locais onde elas podem se satisfazer á vontade, como bares, botecos, casas de jogos de azar, enfim, onde rola o vício em geral... para eliminar as larvas alcoólicas, uma sugestão são os vapore de enxofre, porém como o enxofre queimado é extremamente nocivo, deve-se tomar o máximo de cuidado para que os vapores e gases não prejudiquem ninguém... as larvas são extremamente prejudiciais, e quando associadas ao ego humano, elas se potencialiam, tornando o caráter da pessoa insuportável ao convívio social... imaginem um bêbado egocêntrico e extremamente falador... as larvas agradecem!!! Elas são como sombras e enganam mesmo os mais incautos, pois eles confundem elas como se fossem sinais, e na verdade, estas estão sugando sua energia vital aos poucos, deixando a pessoa debilitada e praticamente um zero á esquerda em matéria de trabalho... muitas vezes, estas larva se concentram em determinado lugar, como no local de trabalho do indivíduo, e o abandonam no final do turno de trabalho, permanecendo no mesmo local, pois sabem que no outro dia o hospedeiro voltará ao mesmo local de trabalho com mais energia, e pre elas é mais vantagem deixar o car se recarregar energeticamente do que sugar a energia dele a toda hora e este se esvair de uma hora pra outra... além de tudo, ela são demasiadamente espertas o suficiente para manter seu estoque de comida sempre cheio...

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum